Fiscalizações em casas noturnas de Florianópolis devem se tornar mais regulares. É o que afirma a Polícia Civil, que no último final de semana esteve em 16 estabelecimentos da Capital catarinense para vistoriar os espaços. Um deles, no Centro, chegou a ser interditado por falta de alvará até que a situação seja regularizada.

Continua depois da publicidade

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O trabalho foi feito pela Gerência Estadual de Fiscalização de Jogos, Diversões e Produtos Controlados da Polícia Civil. Segundo a corporação, a fiscalização continuará ocorrendo “com o objetivo de preservar o funcionamento regular das casas noturnas e prevenindo eventuais perturbações de sossego”.

Fiscalização

A atuação da Polícia Civil foi comandada pelo delegado Gustavo Kremer, da unidade estadual de Jogos e Diversões. Diferentemente do que a coluna publicou inicialmente, o trabalho não tem ligação com a diretoria da Grande Florianópolis, comandada pela delegada Michele Alves Correa Rebelo.

Entre 2015 e 2016, havia feito trabalhos na fiscalização de estabelecimentos comerciais aos moldes do que ocorreu no último final de semana. No entanto, os casos não têm ligação. 

Continua depois da publicidade

O delegado Kremer afirma que os trabalhos vão continuar nos próximos dias. Ele relata que os casos mais comuns são se problemas envolvendo os alvarás.

Leia também:

Homem morre após tentar invadir apartamentos em Canasvieiras, em Florianópolis

Quem eram e o que já se sabe sobre morte de casal em Agrolândia, no Alto Vale

Operação em Joinville quer coibir série de furtos de cabos e fios de cobre

Ex-assessor de Pazuello indiciado em SC é investigado por dois estupros; entenda

Destaques do NSC Total