nsc
nsc

Fechamentos e multa maior contra o coronavírus em Florianópolis são respostas à irresponsabilidade

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
22/06/2020 - 18h42
Florianópolis terá novas restrições a partir de quarta-feira (Foto: Ricardo Wolffenbuttel / SECOM)
Florianópolis terá novas restrições a partir de quarta-feira (Foto: Ricardo Wolffenbuttel / SECOM)

O cenário do coronavírus em Florianópolis pedia uma mudança. E ela veio pesada, como requer o momento. Os números da doença avançam, a ocupação dos leitos de UTI passou a crescer. Além disso, o que se viu em Florianópolis no final de semana foi um descaso com a doença que matou 10 pessoas na cidade desde março. Fora o número de infectados, também em elevação. Por isso que o prefeito da Capital, Gean Loureiro, acerta ao fechar novamente e endurecer na fiscalização com aumento de multa.

Florianópolis terá novas medidas restritivas contra o coronavírus; saiba o que vai fechar

Restringir é sempre uma medida complicada, ainda mais na quantidade de setores anunciada. Voltamos a um patamar bem parecido com o de 17 de março, com a diferença da permanência dos ônibus e do comércio de rua, por exemplo. Mas os supermercados, que antes tinham capacidade máxima, agora ficam limitados a 30%.

Infelizmente, no quadro geral, os bons vão pagar pelos maus. Na sua maioria, os estabelecimentos vinham seguindo as regras sanitárias e adotando os cuidados. Mas houve quem descumpriu, sem falar no comportamento de clientes. Nas áreas de lazer que passam a ter restrições, pesam as atitudes das pessoas. O uso descontrolado prejudicou.

Do ponte de vista econômico, o recuo siginifica um baque para quem já havia sido fortemente atingido pelas restrições iniciais. O "abre e fecha" traz ainda mais preocupação, evidentemente. Mas, assim como os setores ganharam prioridade com o retorno nas últimas semanas, chegou a hora de a saúde também receber um ponto de atenção. Espera-se que em breve tenhamos a reabertura. Isso somente virá com uma resposta adequada de respeito às restrições.

Governador e prefeitos não podem se omitir ao descaso com o coronavírus em SC

Para isso, Florianópolis precisa voltar ao comportamento dos primeiros meses de isolamento. Aquelas ações tornaram a Capital catarinense referência pelos resultados de contenção da curva de mortes e casos. O freio da prefeitura nesta segunda-feira foi brusco, mas necessário para que lá na frente o impacto não seja maior.

As novas restrições em Florianópolis foram adiantadas no último domingo (21) pela coluna. Conforme publicado, duas reuniões estavam marcadas para a tarde desta segunda-feira, para definir quais atividades serão regradas.

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas