nsc
    nsc

    Mudança no cronograma

    SC não deve receber quantidade de vacina contra Covid-19 prevista para fevereiro

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    19/02/2021 - 10h37 - Atualizada em: 19/02/2021 - 10h54
    Doses do Instituto Butantan são esperadas em SC
    Doses do Instituto Butantan são esperadas em SC (Foto: Dóia Cercal/Secom)

    As vacinas contra Covid-19 previstas para Santa Catarina no cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde nesta semana não devem ser totalmente entregues. O número de 260 mil doses até o final de fevereiro sofrerá alterações nas próximas horas. Isso porque o Instituto Butantan informou o governo federal que entregará uma quantidade menor do que o previsto por dificuldades na produção dianta da falta de insumos.

    Governo ignora pedido de SC e Oeste fica sem doses extras de vacina

    O diretor da Vigilância em Saúde em Santa Catarina, Eduardo Macário, confirmou a informação durante reunião dos prefeitos da Grande Florianópolis na manhã desta sexta-feira (19). Segundo ele, seriam enviadas 250 mil doses do Instituto Butantan e mais 10 mil da Astrazeneca. No entanto, com a nova informação do Butantan, estão garantidas por enquanto somente as 10 mil da Astrazeneca.

    Pandemia em SC: “precisamos fechar o comércio”, diz infectologista da Dive

    Segundo o Ministério da Saúde, o Butantan havia prometido entregar 9,3 milhões de vacinas até o final de fevereiro. No entanto, nesta quinta-feira o número mudou para 2,7 milhões. Assim o impacto será para todos os Estados, o que vai alterar o cronograma inicialmente previsto.

    - Então, a princípio nós ainda não sabemos, não foi entregue a nova pauta de vacinas. Tínhamos previsão de receber na semana que vem 250 mil doses da vacina do Butantan e aproximadamente 10 mil doses da Astrazeneca. A Astrazeneca vai para profissionais de saúde e para trabalhadores de saúde, mas a gente ainda aguarda se vai ser mantido cronograma de 80-89 anos.

    Para o mês de março o cronograma de entregas estaria mantido.

    Leia mais:

    SC tem alta de casos ativos de covid-19 e registra o maior número em dois meses

    Primeira indígena vacinada contra Covid em SC recebe segunda dose: “Dá alívio, mas o vírus continua a circular”

    SC pressiona governo Bolsonaro a investir em leitos de UTI para covid-19

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas