nsc
nsc

Nutrição

Como começar o ano com o pé direito e hábitos alimentares mais saudáveis

Compartilhe

Carol
Por Carol Bandeira
04/01/2021 - 07h00 - Atualizada em: 04/01/2021 - 10h10
É muito importante que você encontre alternativas, criando caminhos viáveis e facilitadores para si.
É muito importante que você encontre alternativas, criando caminhos viáveis e facilitadores para si. (Foto: Banco de imagens)

Quando começa um novo ano, temos a chance de fazer 365 dias diferentes. Pensando na nossa saúde, este é um ótimo momento para colocarmos ela em primeiro lugar e assim termos hábitos mais saudáveis, não é mesmo? Isto vale para o planejamento de uma reeducação alimentar, melhorar a alimentação da família, dos filhos e/ou começar a se exercitar.

Então que tal começar traçando algumas metas, pois descrevendo-as de forma mais específica, haverá mais chances de você pensar em como atingi-las e botar o que planejou em ação. É recomendável começar pensando em metas mais realistas para sua vida. Lembre-se que antes de qualquer mudança, é preciso saber onde e em quanto tempo você deseja chegar, assim evitará frustrações.

Seguir uma rotina de alimentação balanceada, reservar um tempo para preparar seus alimentos, planejar quem fará as comidinhas, quem lavará a louça, como organizar o tempo e tarefas de cada membro da família, e até mesmo otimizar tempo e fazer marmitinhas para a semana, são atitudes que ajudarão você não só a organizar a sua dieta e tarefas, como também a ter mais determinação e sucesso nos seus objetivos.

É muito importante que você encontre alternativas, criando caminhos viáveis e facilitadores para si. Assim, dará conta de persistir e manter uma alimentação e vida mais saudável.

Dicas importantes:

- Esteja atento a você e suas ações, são elas que te levarão ao sucesso.

- Comece perguntando a si mesmo o que deseja conquistar tendo esses novos hábitos alimentares individuais ou da sua família como um todo.

- Pense no que há de positivo em buscar a reeducação alimentar e não no que te incomoda hoje.

- Pergunte-se: O que você terá de mudar na sua rotina atual?

- Reflita o quanto está disposto a fazer esta mudança.

- Quem ou quais são os motivadores ou sabotadores da sua dieta? Isso vale para pessoas, ambiente, momento, etc. Ter isso em mente pode te ajudar a planejar como lidar com essas situações.

- Pequenas metas podem ajudar você a se manter firme na reeducação alimentar. Estas metas podem ser semanais ou mensais.

- Ter uma meta, próxima do peso atual, ou pequenas mudanças na rotina da alimentação familiar, tornam a reeducação alimentar mais agradável e motivadora.

- Mexa-se. Procure uma atividade física que você goste.

- Torne a sua rotina saudável! Exceções farão parte, mas a regra será se alimentar de forma balanceada, natural e variada.

- Descanse e divirta-se.

- Beba água. São necessários pelo menos 2 litros de água diariamente. Em caso de gestantes e lactantes, o valor diário atinge quase 4 litros.

- Respire, relaxe e medite.

- Seja feliz!

- E não menos importante: Torne-se responsável pela sua saúde, seu trabalho, sua vida em família independente dos acontecimentos externos, reconheça que os resultados são determinados por suas ações e isto fará toda a diferença.

Feliz 2021!

Leia também:

> Veja 10 lugares em Santa Catarina para conhecer e desfrutar da gastronomia

> 10 aplicativos para cuidar da saúde física e mental

> Conheça cinco alimentos que previnem o câncer de intestino

Carol Bandeira

Colunista

Carol Bandeira

Mãe de 3, especialista e uma das referências no país em nutrição materno-infantil. É empreendedora, docente e pesquisadora. Ajuda pais e nutricionistas a nutrir com amor as futuras gerações.

siga Carol Bandeira

Carol Bandeira

Colunista

Carol Bandeira

Mãe de 3, especialista e uma das referências no país em nutrição materno-infantil. É empreendedora, docente e pesquisadora. Ajuda pais e nutricionistas a nutrir com amor as futuras gerações.

siga Carol Bandeira

Mais colunistas

    Mais colunistas