nsc
    nsc

    Pandemia

    Autoridades precisam reagir à reaceleração do coronavírus em Santa Catarina

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    28/10/2020 - 11h54
    Centro de Florianópolis
    Centro de Florianópolis (Foto: Diorgenes Pandini)

    Os números da pandemia estão voltando a subir em Santa Catarina. O reflexo está no aumento das internações nos hospitais, e na suspensão de cirurgias para reservar espaço de UTI para pacientes com coronavírus. Enquanto isso, nossas autoridades parecem ‘brincar de gestão’ com a Covid-19.

    > Balneário Camboriú faz aposta arriscada ao afrouxar medidas às vésperas do feriado

    > Cidades da Grande Florianópolis reforçam fiscalização para impedir aglomerações no feriado de Finados

    O resultado da reunião entre os representantes dos municípios da Grande Florianópolis, nesta terça-feira (27), em que se decidiu reforçar a fiscalização e as medidas de conscientização, parece um tanto fora de hora. Falar em conscientizar agora, depois de sete meses de pandemia? Depois que as autoridades deixaram muita gente ser contaminada pelo negacionismo?

    > Florianópolis chega a 150 mortes por Covid-19, informa Estado

    > Painel do Coronavírus: veja o avanço da pandemia em SC

    É evidente que o período eleitoral está influenciando na tomada de decisões. Os prefeitos, que há meses evitam medidas mais duras, com medo do desgaste, agora não querem correr risco de serem vistos de forma antipática por uma parte do eleitorado. Só que demagogia não funciona contra o coronavírus.

    Quer uma prova de que a situação é grave em Santa Catarina? Observe quantos candidatos a prefeito e vereador pegaram Covid-19 durante esta campanha, porque estão mais expostos. Temos até candidatos internados em UTI, em estado grave.

    Já passou da hora das autoridades levarem esse crescimento dos números a sério. Se os prefeitos não estão dando conta, o Estado teria que agir – mas ontem vimos no primeiro discurso oficial da governadora Daniela Reinehr (sem partido) ela afirmar que seu compromisso é não decretar as regras mais restritivas.

    Só nos restam os órgãos de controle. Mas falta reação mais rápida até no Ministério Público. Em Balneário Camboriú, o MP exigiu que a prefeitura contenha aglomerações agora no feriado. A medida deveria valer para todo o Estado.

    Santa Catarina precisa enfrentar com seriedade esse aumento de casos de coronavírus. E é para ontem.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas