nsc
    nsc

    Flexibilização

    Balneário Camboriú faz aposta arriscada ao afrouxar medidas às vésperas do feriado

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    26/10/2020 - 12h55 - Atualizada em: 26/10/2020 - 13h04
    Praia central de Balneário Camboriú movimentada
    Praia central de Balneário Camboriú movimentada (Foto: Luiz Carlos Souza)

    A mudança na classificação de risco da região da Foz do Itajaí-Açu levou a prefeitura de Balneário Camboriú a editar um novo decreto, com medidas menos restritivas de combate ao novo coronavírus. A principal alteração diz respeito à ocupação de bares, que não tem mais limites - desde que seja mantida a distância de 1,5 metro entre os frequentadores.

    > Relembre: Feriadão tem lotação máxima nos hotéis e movimento na praia em Balneário Camboriú; veja fotos

    Seguindo as regras do Estado para as regiões que estão em amarelo no mapa de risco, em situação de risco alto, os hotéis podem aumentar a ocupação, de 60% para 80% dos aposentos. Os templos religiosos passam a ter até 70% da capacidade de público.

    A flexibilização ocorre às vésperas do feriadão de Finados, quando Balneário Camboriú deve receber uma grande quantidade de turistas e coincide com um momento em que o Estado volta a sofrer com o aumento no número de casos.

    Embora a região mais afetada, neste momento, seja a Grande Florianópolis, o restante do Estado também está de sobreaviso. Na última quinta-feira (22), o presidente da Unimed Litoral, Umberto D'Ávila, fez um alerta em um áudio, em que fala sobre o novo aumento no número de casos de Covid-19 na região da Foz do Itajaí-Açu.

    > Balneário Camboriú mantém queima de fogos no Réveillon

    Ele disse que aumentaram os atendimentos presenciais e por telefone, de pessoas contaminadas, e afirmou que esse crescimento é resultado do último feriadão, em 12 de outubro. Isso faz soar o alerta para o feriado que se aproxima.

    As regras mais frouxas fazem parecer que a pandemia está superada, por isso são uma aposta arriscada. Com a perspectiva de mudanças no combate à pandemia, diante da troca de comando no governo de SC - que ainda não se posicionou quanto às medidas de prevenção - corremos o risco de um aumento súbito de casos.

    > Mapa de risco: Seis regiões de SC registram melhora no nível de risco para Covid-19

    Pelo bem de todos, seria melhor manter a prudência.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Leia também:

    As decisões importantes que a nova governadora de Santa Catarina precisará tomar

    Pássaro ataca lagarto em Chapecó; veja o vídeo

    Ciclone pode causar tempestade e alagamento em SC e outros pontos do país

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas