nsc
    nsc

    Política

    Caneta é de Zanotto, mas Daniela é quem baterá o martelo sobre restrições

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    09/04/2021 - 12h06 - Atualizada em: 09/04/2021 - 14h52
    Governadora interina, Daniela Reinehr dará palavra final sobre restrições
    Governadora interina, Daniela Reinehr dará palavra final sobre restrições (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ SECOM)

    A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, reúne-se à tarde com Daniela Reinehr, para decidir qual será o teor dos novos decretos que regulamentam atividades em Santa Catarina. Embora a secretária seja a dona da caneta, é a governadora em exercício quem dará a palavra final. 

    > Restrições em SC: saiba o que pode mudar para bares e restaurantes

    Sendo assim, o texto dos decretos indicará qual o nível de autonomia que tem Carmen Zanotto. A nova secretária de Saúde disse esta semana, em entrevista que será publicada neste sábado, que tem liberdade para agir mas preza o diálogo. As decisões finais indicarão se, nessa conversa, alguém fala mais alto. 

    > SC tem 6 entre as 50 cidades do país com mais mortes por mil habitantes

    Pela manhã, a reunião do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) acenou com a possibilidade de manter os decretos atuais por 14 dias, com alterações pontuais. Foi debatida, por exemplo, a separação entre atividades de entretenimento e gastronomia – como informou o colega Renato Igor.

    Outro ponto de discussão foi a prática esportiva. Nesse caso, não há consenso. A maioria dos membros do Coes avalia que o momento ainda não é propício para a liberação de esportes de contato, em que o risco de contaminação é mais alto.

    > Encontro vai reunir 300 vereadores de SC no período mais grave da pandemia

    Também foi analisado o pedido do setor para liberação de eventos como palestras e congressos. Pelo Coes, a restrição continua.

    As deliberações foram feitas pelo ‘núcleo duro’ do Coes – membros de diferentes secretarias e órgãos do governo, Cosems (o conselho dos secretários municipais de Saúde) e representantes da Fecam. Entidades de classe dos profissionais de saúde, por exemplo, não participaram das negociações. 

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Mais colunistas

      Mais colunistas