nsc
nsc

Saúde

Prefeitura de Florianópolis suspende barreira sanitária no aeroporto

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
25/05/2021 - 07h42 - Atualizada em: 25/05/2021 - 11h51
Barreira de monitoramento de passageiros feita pela prefeitura de Florianópolis
Barreira de monitoramento de passageiros feita pela prefeitura de Florianópolis (Foto: Divulgação)

A prefeitura da Capital suspendeu a barreira no Aeroporto Internacional de Florianópolis, que estava sob os cuidados do município desde março de 2020, quando foram detectados os primeiros casos de Covid-19 no Estado. O controle foi transferido para a Anvisa, que assumiu a função nos últimos dias.

Sem novas restrições: SC aposta em quatro ações para reduzir casos de Covid

A mudança ocorre em um momento crítico, quando o Estado está em alerta para a aproximação da variante B.1.617, que foi identificada inicialmente na Índia e pode estar por trás da explosão de casos e mortes no país asiático. Até agora, quatro estados identificaram casos suspeitos da mutação: Maranhão, Pará, Ceará e Rio de Janeiro. Em São Paulo, a triagem de passageiros foi reforçada em aeroportos e terminais rodoviários.

Em Florianópolis, a prefeitura informou que instalou a barreira no aeroporto, no ano passado, diante da falta de servidores da Anvisa. Na época, a agência estava com desfalque porque havia trabalhadores em atividades remotas, devido à pandemia. Com a vacinação, a maioria já retornou ao trabalho presencial.

SC supera marca de 1,1 mil mortes por covid-19 em maio

A barreira sanitária instalada pela prefeitura ficava na área de desembarque doméstico, e não atuava nos desembarques internacionais, vindos da Argentina. No local era feita, pelo município, avaliação dos passageiros e teste de Covid-19.

Ao longo de 2020 o sistema de controle foi aprimorado, com aplicação de formulário online para os viajantes e instalação de câmeras térmicas para controle de temperatura pela Floripa Airport, concessionária do aeroporto.

Vacinação de professores e moradores de rua contra Covid-19 é antecipada em SC

O entendimento da prefeitura é de que deixar a atividade com a Anvisa é mais viável, já que a agência atua também na área de embarque e desembarque internacional. A coluna questionou a Anvisa, por e-mail, sobre o serviço atual de monitoramento – mas ainda não obteve resposta.

Com a suspensão dos trabalhos da prefeitura de Florianópolis no aeroporto, os fiscais que atuavam no local foram redirecionados para a fiscalização das medidas restritivas na cidade.

Procon notifica Arteris por negar socorro a porco na BR-101

Hang dispara contra FHC após encontro com Lula

Sérgio Moro pode concorrer a senador por Santa Catarina em 2022

Vento derruba estátua da Havan no Litoral gaúcho

Catarinense Antonieta de Barros poderá integrar lista de heróis nacionais

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas