nsc
    nsc

    Impostos

    Reforço no Fisco ajudou a superar meta de arrecadação no Estado

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    13/01/2021 - 06h13 - Atualizada em: 13/01/2021 - 07h26
    Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina
    Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina (Foto: Felipe Carneiro, Arquivo)

    A nomeação de 90 novos auditores fiscais, aprovados no concurso público de 2018, foi um dos motivos para que SC tenha ido na contramão de outros estados e terminado o ano passado com aumento de 2,3% na arrecadação em meio à pandemia – 12% só no mês de dezembro, que chegou perto da marca de R$ 3 bilhões. Os profissionais passaram por treinamento e já estão atuando. Entre os nomeados, 23 vieram do fisco de outros estados.

    > Anderson: Arrecadação de Santa Catarina em 2020 ultrapassa o valor estimado

    Estela: Santa Catarina se despede do ano difícil com alta na arrecadação de impostos

    Na avaliação do presidente do Sindicato dos Fiscais da Fazenda do Estado de Santa Catarina (Sindifisco), José Farenzena, a atuação do fisco foi fundamental para manter em alta a arrecadação. Em Santa Catarina, os setores de bebidas, combustíveis e lubrificantes foram destaque na fiscalização presencial e auditorias em 2020.

    > O embarque do PP dos Amin no governo Moisés

    O resultado no ano ficou um pouco abaixo da inflação, com perda discreta de 1,7%. O resultado foi considerado excelente para um período com tantas perdas. Para se ter ideia do cenário nacional, a queda real da arrecadação da União foi de quase 8%.

    > Guinada na gestão da pandemia em SC motivou saída de superintendente de Vigilância

    - O Fisco vem provendo o que é necessário para manutenção dos investimentos públicos. Mesmo com a crise interna que tínhamos no início do ano, antes da pandemia, o trabalho não parou. O resultado é uma situação fiscal bastante positiva em Santa Catarina, apesar da conjuntura, inclusive com recordes batidos ao longo do ano - avalia Farenzena.

    O sistema contou com novidades no último semestre, como a implantação do modelo piloto da NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor), a produção da aplicação Malhas Fiscais e o estudo do Dispositivo Autorizador Fiscal, para controle do varejo, que deve começar a operar no início deste ano.

    Economia

    A arrecadação em alta é positiva para o Estado, mas não deixa de ter um sabor amargo para o empresariado que teve sérias perdas ao longo de 2020, e que contava com mais auxílio dos governos para atravessar a crise. A economia vem se recuperando em SC, apesar da continuidade da pandemia. Ainda assim, é importante que o Estado avalie um programa de socorro mais efetivo enquanto a vacina não vem.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas