nsc
nsc

Saúde

Secretaria da Saúde quer comprar vacina da Pfizer para Santa Catarina

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
24/02/2021 - 05h00 - Atualizada em: 24/02/2021 - 08h33
Santa Catarina quer comprar vacina da Pfizer
Santa Catarina quer comprar vacina da Pfizer (Foto: Tiago Ghizoni, Arquivo NSC)

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, enviou nesta terça-feira (23) um ofício ao governador Carlos Moisés (PSL) em que informa sobre a aprovação definitiva da vacina da Pfizer pela Anvisa, e manifesta intenção de compra de doses para o Plano Estadual de Imunização. A manifestação coincide com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que autoriza estados e municípios a adquirirem vacinas contra a Covid-19.

> Renato Igor: Prefeitura de Florianópolis tenta comprar vacina da Pfizer

> Monitor da vacina: acompanhe os dados de imunização em SC

Os ministros da Suprema Corte responderam um questionamento feito pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A autorização do STF, no entanto, é válida somente para o caso de o governo federal não conseguir cumprir o Plano Nacional de Imunização. O ofício do secretário da Saúde de SC, ao qual o repórter Julio Ettore, da NSC TV, teve acesso com exclusividade, aponta que a aquisição do imunizante pelo Estado também depende do cenário nacional.

> Vacina da Pfizer contra Covid-19 é a primeira a obter registro definitivo pela Anvisa

“Esta negociação poderá ser concretizada, caso haja mudança do atual cenário da política nacional de imunização do Ministério da Saúde contra o COVID-19, assim como será considerada a real necessidade de nossa instituição a partir da estimativa da população a ser vacinada”, diz o André Motta Ribeiro no ofício.

> SC vai manter reserva de vacinas contra Covid-19 para aplicação de segunda dose

O secretário informa, no documento, a solicitação de informações sobre a planilha de custos, as condições de comercialização, o cronograma previsto para entrega e detalhes técnicos sobre o imunizante.

> Opinião: Nenhum decreto tem efeito sem fiscalização

À coluna, o secretário de Estado da Saúde confirmou que há manifestação de interesse por parte de Santa Catarina para o caso do Ministério da Saúde não poder assumir a aquisição das doses. Em sua oferta mais recente, com data de 15 de fevereiro, a fabricante teria oferecido 100 milhões de doses ao Brasil.

O Governo do Estado tem R$ 200 milhões destinados ao combate à pandemia no orçamento de 2021, e uma parte desse recurso pode ser usada na compra de vacinas.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também

> Voo com 2 milhões de doses de vacina contra Covid-19 decola da Índia para Brasil

> Veja o mapa de evolução do vírus em SC

> Chapecó avalia fechamento do comércio até domingo

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas