nsc
nsc

ELEIÇÕES 2022

#FicaSalvaro, o caminho para o prefeito de Criciúma dizer "não"

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
28/03/2022 - 05h36
Salvaro e João Rodrigues no encontro amistoso de sexta-feira, em Chapecó
Salvaro e João Rodrigues no encontro amistoso de sexta-feira, em Chapecó (Foto: Jhulian Pereira / Decom)

Clésio Salvaro (PSDB) realmente balançou. Pensou em concorrer a vice-governador. Nunca foi segredo em Criciúma que o prefeito, em seu terceiro mandato e décimo ano à frente da cidade, tem aspirações maiores. Quer alçar outros voos. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Foi isso que o levou, na última sexta-feira (25), a apanhar um avião no Sul e desembarcar no Oeste catarinense para uma conversa com o colega e amigo João Rodrigues (PSD), o prefeito de Chapecó que corre contra o tempo para montar uma chapa viável visando concorrer ao Governo do Estado.

Salvaro voltou para Criciúma comprometido em repassar uma resposta até esta segunda-feira (28) para João Rodrigues. Afinal, a semana é definitiva. É semana de renúncias. Os prefeitos que almejam candidaturas deverão deixar seus cargos até sábado (2). Uma decisão difícil, tanto para Salvaro quanto para o colega chapecoense.

> Como fica a situação nas cidades de SC que terão renúncias de prefeitos

O caminho para o "não"

O tucano foi a Chapecó, ouviu o pré-candidato a governador, compartilhou vídeo que deixou um sentimento dúbio no ar. A princípio, tudo indicava pela renúncia. Como fator determinante, o embarque no projeto do empresário Luciano Hang, como pré-candidato ao Senado alinhado à possível chapa João Rodrigues e Clésio Salvaro. Mas um fator não tão surpreendente vindo de Criciúma no fim de semana indica o caminho.

Uma mobilização de algumas lideranças nas redes sociais, com a hashtag #FicaSalvaro, mais os diálogos na família estão contribuindo para Salvaro iniciar a semana inclinado a dizer "não" para a proposta. E João Rodrigues deixou claro na sua festa de aniversário na noite de sexta: só será candidato com Salvaro vice e Luciano senador. Logo, a negativa que tende a vir de Criciúma será um balde de água fria na arquitetura do pessedista.

A filha do prefeito, Carolini, aniversariou no sábado. Completou 31 anos. A família se reuniu na casa de praia, no Balneário Rincão. Neste domingo (27), ela postou em sua rede social, em tom de brincadeira, o que chamou de "plebiscito na família Salvaro". A imagem mostra várias pessoas se dirigindo a um lugar para, supostamente, deixar um voto. E a postagem é acompanhada de uma enquete cujo resultado aponta: "fica Salvaro 66% x vai Salvaro 34%".

A enquete na rede social da filha do prefeito
A enquete na rede social da filha do prefeito
(Foto: )

Era sabido, no retorno de Salvaro, que ele tinha situações familiares a resolver sobre uma possível candidatura a vice-governador. Era preciso convencer sua esposa, Adriana, e seu pai, Armelindo. São os principais conselheiros políticos no núcleo familiar do prefeito. E ele havia contado que precisava consultar os filhos também. Mais sinais de que o prefeito deve ficar.

> Morre pai que foi atropelado após nascimento do filho em SC

A campanha nas redes

Começou a pipocar na tarde de sábado (26), nas redes sociais de fiéis aliados do prefeito, o #FicaSalvaro. Iniciou pelo diretor de Turismo da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Ismail Ahmad Ismail. Ele desfia virtudes, enaltece a popularidade de Salvaro e arremata: - nossa cidade não pode perder um prefeito como esse. Um prefeito que vai fazer muito mais pelos criciumenses. Sou #FicaSalvaro. Criciúma precisa de você -.

Diretor de Turismo de Criciúma começou a campanha
Diretor de Turismo de Criciúma começou a campanha
(Foto: )

Em questão de poucas horas, sucederam-se outras mensagens. O vereador Nícola Martins (PSDB), um dos que estava na comitiva da véspera em Chapecó, escolheu uma imagem do Parque Centenário Altair Guidi (uma das obras emblemáticas dos governos Salvaro) para ilustrar a seguinte frase: - tudo tem seu tempo e lugar. #FicaSalvaro -.

Líder do governo, que estava com Salvaro em Chapecó, postou defesa da permanência do prefeito
Líder do governo, que estava com Salvaro em Chapecó, postou defesa da permanência do prefeito
(Foto: )

Outro vereador alinhado ao prefeito, Miguel Pierini (PP) contou em sua rede social que caminhou com Salvaro na orla do Balneário Rincão ainda no sábado. - Nas areias do Balneário Rincão, uma longa conversa com nosso prefeito Clésio Salvaro. Ex ou quase candidato a vice-governador? - indagou. 

Ex-vereador pelo PSDB, Moacir Dajori cobriu Salvaro de elogios para pedir a permanência dele. - Falar em política em Santa Catarina e não citar o nome de Clésio Salvaro é impossível [...]. Porém, nossa cidade não pode perder um prefeito como esse. Um prefeito que vai fazer muito mais pelos criciumenses -. E arrematou, também, com o #FicaSalvaro.

> Brusque e Camboriú farão a final do Campeonato Catarinense 2022

Teve ainda o caso da recém empossada presidente do PSDB Mulher de Criciúma, Gladis Salvalaio, que compartilhou: - A cidade precisa de você -, como legenda de uma foto de Salvaro.

Está claro que aliados próximos não daria publicidade a posturas alinhadas com o #FicaSalvaro sem o aval do prefeito. Ou, ao menos, sem o consentimento dele. Logo, é mais um sinal de que o "não" está no forno. E tende a sair do forno ainda ao longo desta segunda. É aguardado o discurso que Salvaro fará em solenidade à noite, na posse do empresário Valcir Zanette na presidência da Associação Empresarial de Criciúma (Acic).

> Catarinense fatura sozinho quase R$ 170 mil na Quina

Mais da conversa em Chapecó

A conversa de Salvaro com João Rodrigues teve dois tempos. No primeiro, estava o deputado estadual Julio Garcia (PSD), elo entre Rodrigues e Salvaro, com boas, antigas e sólidas ligações entre os dois e um dos entusiastas da proposta de João governador e Salvaro vice. 

E estavam três vereadores que o prefeito criciumense levou consigo: Roseli de Lucca Pizzolo (presidente da Câmara em Criciúma), Arleu da Silveira (ex-presidente do Legislativo, já foi secretário de Governo e está cotadíssimo para assumir a Secretaria de Saúde) e Nícola Martins (líder do governo no Legislativo).

E somaram-se ao papo, também, o prefeito de Rio do Sul, José Eduardo Thomé (PSD); o prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, presidente estadual do PSDB; e o presidente do PSDB de Chapecó.

No segundo tempo do papo, João e Salvaro conversaram, por chamada de vídeo, com Luciano Hang. O empresário segue na Itália, e de lá voltará na quarta-feira (30), conforme anunciou neste domingo pelas redes sociais. Hang aproximou os dois prefeitos e é entusiasta da chapa. Os dois haviam condicionado a parceria à participação do empresário. A negativa de Salvaro que agora se encaminha pode ser um sinal de que Hang não foi tão enfático assim sobre candidatura. Ele não está filiado, já adiou um anúncio e fez viagem familiar à Europa. Não será surpresa se, nesse contexto, também recuar, ou já tiver recuado, de alguma pretensão eleitoral em outubro.

Deputado, vereadores e prefeitos na conversa com Salvaro e João
Deputado, vereadores e prefeitos na conversa com Salvaro e João
(Foto: )

> Confira cidades de SC que já vacinam idosos com 4ª dose

E o futuro

Se algum fator nas próximas horas levar Salvaro à renúncia, o que é pouco provável a essa altura, ele estaria abrindo mão da execução de mais de R$ 600 milhões em obras nos próximos anos. Quando considerou fortemente a hipótese da renúncia, ele chegou a pedir aos seus secretários que agilizassem o máximo possível as inaugurações de obras, em tempo do afastamento no fim de março. Mas isso foi antes da ida a Chapecó e, principalmente, antes da conversa com a família e do #FicaSalvaro.

Ficando na prefeitura, o prefeito vai executar os R$ 600 milhões, terminar obras importantes como o binário da Avenida Santos Dumont e um pacote de outras intervenções viárias e de infraestrutura. Aos parques, sua aposta com as três versões já entregues (parques das Nações, Centenário e dos Imigrantes) soma-se mais um em construção, no Bairro Santa Luzia. E tem o Mirante Realdo Guglielmi, em construção no Morro Cechinel dentro de um arrojado projeto turístico.

> Motorista morre após caminhão cair em ribanceira; veja vídeo

Se renunciassem, Salvaro e João colaborariam para duas trocas partidárias em prefeituras importantes. Criciúma passaria das mãos do PSDB para o PSD, do vice-prefeito Ricardo Fabris. Jornalista e ex-vereador, Fabris já foi secretário de Estado da Comunicação, em um dos governos Eduardo Moreira, e pertenceu a PDT e PSDB. Está pré-candidato a deputado estadual. Chapecó sairia da lista do PSD passando ao PP, do vice Itamar Agnoletto.

Salvaro e seu vice, Ricardo Fabris, na reeleição em 2020
Salvaro e seu vice, Ricardo Fabris, na reeleição em 2020
(Foto: )

Leia também:

> Criciúma pede uma cidade-irmã para cônsul norte-americano

> Covid: primeiro dia sem pacientes na UTI do São José, em Criciúma

> Pai desabafa após racismo em Criciúma: "minha filha não é macaca"

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas