nsc
nsc

Reação

Proprietária de lanchonete mata assaltante em Criciúma

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
15/08/2021 - 05h56
Com arma registrada, comerciante reagiu e disparou contra dupla de assaltantes
Com arma registrada, comerciante reagiu e disparou contra dupla de assaltantes (Foto: Arquivo / NSC Total)

Dois bandidos tentaram assaltar uma lanchonete pouco depois das 23h deste sábado (14) em Criciúma. A proprietária do estabelecimento, que estava armada, reagiu, disparou quatro vezes e matou um dos assaltantes, de 19 anos. O fato ocorreu na Rodovia Leonardo Bialecki, no Bairro Argentina.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Os dois chegaram na lanchonete a pé e, de pronto, anunciaram o assalto entre os clientes. Vendo a cena, a comerciante não teve dúvida. Sacou da arma e efetuou os disparos. O outro criminoso, que sobreviveu, fugiu do local e não foi localizado. O homem alvejado chegou a receber atendimento por uma unidade dos bombeiros de Içara que constatou que o assaltante tinha duas perfurações de bala, uma no peito e outra nas costas. No caminho em direção ao Hospital São José, ele não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Acionada, a Polícia Militar foi até o local e constatou que a proprietária da lanchonete possuía o registro da arma e a devida condição para fazer uso dela. Em seguida, os PMs começaram as buscas pelo assaltante que fugiu.

Leia também:

> Bebê recém nascida morre após ser mordida por cachorro em SC

> "Monstro que se dizia pai", diz mãe de jovem morta a facadas em Criciúma

> Abandono de cachorro causa indignação em Içara, no Sul de SC

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas