nsc
    nsc

    Alívio nos custos

    Coronavírus: governo de SC vai isentar de ICMS produtos usados para enfrentar a Covid-19

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    15/04/2020 - 16h10 - Atualizada em: 15/04/2020 - 16h56
    Centro Administrativo do governo de Santa Catarina (Foto: Maurício Vieira / Arquivo Secom)
    Centro Administrativo do governo de Santa Catarina (Foto: Maurício Vieira / Arquivo Secom)

    Medicamentos, produtos e equipamentos médicos e hospitalares utilizados para enfrentar a pandemia do coronavírus terão isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Santa Catarina. O governador Carlos Moisés da Silva sancionou projeto coletivo da bancada do PMDB aprovado na Assembleia Legislativa (Alesc) e, para entrar em vigor, só falta a publicação no Diário Oficial do Estado, o que é esperado para esta quarta-feira (15).

    > Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em Santa Catarina

    Além disso, a Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas (Fampesc) encaminhou hoje ofício ao governo do Estado e ao secretário da Fazenda, Paulo Eli, solicitando a isenção de ICMS para uma gama maior de produtos usados frente ao coronavírus. A entidade sugeriu que a medida seja retroativa a 17 de março deste ano, quando o governador publicou o primeiro decreto de isolamento social.

    > Coronavírus: Governo de SC conseguirá pagar salários de abril sem cortes, diz Paulo Eli

    Sobre o PL 57/2020, sancionado pelo governador, o líder da bancada do PMDB, deputado Luiz Fernando Vampiro, explica que é uma decisão de interesse público porque reduz os custos para a população que necessita usar esses produtos. Segundo ele, o governo federal também adotou medida semelhante ao isentar de imposto de importação equipamentos comprados no exterior para enfrentar a pandemia.

    > Estados começam a calcular perdas de arrecadação com coronavírus

    O presidente da Fampesc, Alcides Andrade, explica que a sugestão da entidade abrange mais produtos e vai beneficiar diretamente micro e pequenas empresas que produzem esses itens ou necessitam comprar para fornecer para suas equipes de trabalho e para clientes.

    A lista apresentada pela Fampesc é a mesma dos itens que tiveram isenção de Imposto sobre Produto Industrializado, conforme os decretos federais os decretos federais 10.285 de 20/03/20 e 10.302 de 01/04/20.

    > Coronavírus em SC: governo quer cortar auxílio-combustível da elite do funcionalismo

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas