nsc
nsc

Cenários

Em SC, ex-ministro Kassab alerta sobre desafios na economia do país

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
31/07/2021 - 09h50 - Atualizada em: 31/07/2021 - 10h06
Gilberto Kassab disse que o maior problema econômico, hoje, é a pandemia
Gilberto Kassab disse que o maior problema econômico, hoje, é a pandemia (Foto: Divulgação)

O ex-ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab, que preside o PSD nacional e esteve em Florianópolis nesta sexta-feira em encontro estadual do partido, fez alertas sobre desafios econômicos do país, sinalizando o tom do debate na área para a sucessão presidencial. Disse que o principal problema da economia brasileira, hoje, é a pandemia, mas chamou a atenção sobre a falta de energia e riscos na área ambiental.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

- O principal problema econômico hoje é a pandemia e os seus resultados. E o principal problema de amanhã é a falta de infraestrutura para suportar o crescimento necessário do país, principalmente no campo da energia. O mundo vai crescer muito porque está parado e o Brasil vai ter grandes dificuldades para ter o mesmo crescimento que outros países em função da falta de infraestrutura como rodovias, ferrovias e, principalmente, energia - disse Kassab na entrevista.

Ele também chamou a atenção para problemas econômicos na área do meio ambiente e água, pela falta de uma política de sustentabilidade para o país. Para o ex-ministro, o Brasil pode sofrer sanções internacionais por não estar sintonizado com o mundo no campo da sustentabilidade.

Ao ser questionado sobre o alto desemprego no país atualmente, le disse que esse é um problema que não tem tido reversão nos últimos anos e estourou com a pandemia.

- Vai haver um leve crescimento (do emprego), já está havendo por conta da retomada da economia, mas um momento vai parar por conta da ausência de instrumentos de infraestrutura para suportar o crescimento – disse Kassab.

Apontado por seus pares como um bom leitor de cenários, Kassab, que também é ex-prefeito de São Paulo, afirmou em Florianópolis que o PSD terá candidato à presidência e o indicado é o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. A fala dele sobre economia sinalizou que o debate sobre o tema por candidaturas que se colocam como terceira via para a presidência vai enfatizar problemas estratégicos que abrangem também a pauta internacional e que não estão sendo enfrentados devidamente pelo atual governo.

Leia mais sobre a visita na análise política do colunista Denis Luciano, aqui no NSC Total. Ele destaca que SC tem pelo menos três pré-candidatos pelo PSD: o ex-governador Raimundo Colombo, o prefeito de Chapecó João Rodrigues e o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas