Sonhar todos os dias. Esta prática de vida do empresário Walter Osli Koerich ganhou novo capítulo nesta quarta-feira,17 de janeiro de 2024. Ao lançar livro e filme sobre a sua trajetória para marcar o aniversário de 90 anos, o empresário e filantropo revelou que seu próximo sonho é construir mais “uma cidade” em Florianópolis. Só falta decidir se será na SC-401 ou no Bairro Ingleses.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

– Tenho duas obras que eu gostaria de fazer: uma seria nos Ingleses e a outra na SC-401, perto da Primavera. A decisão sobre qual será a próxima vai depender também da opinião dos meus filhos – afirmou o fundador e presidente da construtora WKoerich, ao destacar que a empresa tem terrenos grandes nessas regiões.

O empreendedor contou sobre esses planos após o filho Walter Silva Koeirich, o Waltinho, dizer que o pai sonha desde que o conhece e que continua um sonhador. O evento de lançamento do livro Walter Osli Koerich e do documentário com o mesmo nome para a imprensa foi no auditório do LK Design Hotel, na avenida Beiramar Norte, um dos novos empreendimentos da empresa que ele fundou.

“Um pedaço da minha vida”

Continua depois da publicidade

Acompanhado da esposa e vice-presidente da empresa, Linda Koerich, e de filhos, o empresário assistiu ao filme e falou um pouco sobre a vida, a família, as empresas e comunidade. Fez questão de repetir o simpático e enérgico “bom-dia” que dá aos colaboradores quando visita obras em construção: “Bom-dia, pessoal”. E a resposta deles é “Bom-dia, seu Walter”.

– Na leitura do livro, vocês verão um pedaço da minha vida. E a minha vida está cheia de coisas fantásticas, quer seja para fazer, quer seja para não fazer. Eu sempre fui um homem decidido sobre o que fazer – destacou.

Também conhecido como Waltão por ser alto, o empresário, considerado um dos maiores visionários do setor da contrução em Santa Catarina, disse que sempre decidiu mudar de atividade, fechar empresas, quando cansava de um setor.

Foi assim quando desistiu de ter concessionária Voskwagen e de motos Honda, saindo do setor de comércio. A escolha, em 1993, quando as famílias Koerich decidiram dividir o negócio, foi pela indústria da construção civil, setor preferido dele.  

Continua depois da publicidade

Apaixonado pelo setor de construção

A paixão do pai pela construção civil é antiga, segundo o filho Waltinho. Começou ainda antes do projeto de “cidade” do bairro Kobrasol, em São José, construído por ele, e os amigos sócios Adroaldo Cassol e Antonio Scherer.

Uma das satisfações do empreendedor foi ter feito obras que transformaram cidades. Em Florianópolis, junto com o irmão Antonio Koerich e os sócios Antonio Scherer e Helio Bez, construiu o Beiramar Shopping, primeiro shopping da Ilha, inaugurado em 1993.

Com os irmãos também fez o empreendimento residencial WOA na capital. Na cidade, a empresa dele também construiu o Aqua Marina, primeiro residencial de luxo local e o complexo empresarial Wok Center. Em São José, um dos projetos icônicos de Walter Osli Koerich é o K-Platz, complexo com hotel, edifício residencial e comercial.

A empresa também é uma das restauradoras e mantenedoras privadas de praças em Florianópolis e São José. Além disso, se destaca pela série de investimentos em projetos sociais, com destaque para o apoio ao Instituto Vilson Groh, fundado pelo padre Vilson Groh.   

Continua depois da publicidade

O livro e o documentário foram idealizados por Márcia Koerich, uma das cinco filhas do casal. Mas toda a família participou dos projetos: os o casal Linda e Walter, as filhas Marize, Rozane, Marcia, Eliane, Joyce e Walter Silva Koerich e Antonio Koerich, irmão do Waltão.  

Lançado impresso, mas que logo receberá versão digital, o livro Walter Osli Koerich é ilustrado na capa pelo óculos do empresário, que tem o acompanhado sempre, com as devidas trocas de lentes. A obra escrita por Miriam Collares, registra desde a chegada dos Koerich em Santa Catarina, em 1828.

Filho do casal Eugênio Raulino Koeirich e Zita Althof Koerich, Walter sempre foi um dos líderes dos negócios da família. Gostava de inovar e de cidade maior. Foi um dos responsáveis pela mudança da família da Colônia Santana, em São Pedro da Alcântara, para Florianópolis.

– Eu nasci para fazer coisas diferentes. Não as mesmas coisas – é uma das frases preferidas do empreendedor, que estão no seu livro.

Continua depois da publicidade

Marcia Koerich, no evento desta quarta-feira, disse que a decisão de registrar a trajetória do pai em livro e documentário foi principalmente para inspirar outras pessoas.

Bem-estar da família e da comunidade

– Essa história destaca a importância dessa pessoa generosa e proativa, que contribui para o bem-estar da família e da comunidade, e pode servir de orientação para outras pessoas seguirem o exemplo e promoverem mudanças positivas em suas próprias vidas. Levar adiante essa filosofia é um desavio considerável – afirmou Marcia Koerich no livro.

– Costumo dizer que a história de Florianópolis se confunde muito com a história do Waltão. Se confunde pelo tamanho da cidade. Quando eles chegaram na cidade ela era pequena. Algumas famílias tradicionais conseguiram escrever a história de Florianópolis e a gente é muito orgulhoso em saber que a “Família Koerich” também ajudou a construir essa história – destacou Walter Silva Filho.

Segundo ele, o Waltão, seus irmãos e o seus pais Eugênio Raulino e Zita sempre tiveram muita gratidão pelo que Florianópolis fez pela Família Koerich. Foi um acolhimento em todos os novos negócios.

Continua depois da publicidade

– Os nossos avós, nossos pais e nossos tios construíram uma história muito bonita. A gente tem um compromisso muito grande de continuar a escrever uma história bonita – afirmou Waltinho.

Link do documentário no youtube: https://youtu.be/S6UWJ8qPli0?si=I2TnbKoav7xDf7wH.

Leia também

Acate chega a 1,7 mil associados e apoio a mais de 20 mil alunos de tecnologia

Parceiras da Döhler oferecem produtos especializados no enxoval do BBB

Fazenda de SC abre inscrições a programa que visa recuperar R$ 1,5 bilhão de ICMS em atraso

Startup de SC fornece tecnologia para novo modelo de crédito acessível no Brasil

Como um curso da UFSC se tornou o melhor do Brasil e com “alto padrão internacional”

Destaques do NSC Total