Um casarão comercial da Rua Benjamin Constant está na mira da prefeitura de Blumenau. Um decreto de utilidade pública oficializado na segunda-feira (3) reserva o imóvel para desapropriação. Localizado no encontro com as ruas José Deeke e Norberto Seara Heusi, ele deve ser a solução para um dos principais gargalos do trânsito da Escola Agrícola. Mas para isso precisará ser demolido.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Está nos planos do município construir uma grande rotatória no local. Assim, o trânsito da Benjamin Constant não seria interrompido com tanta frequência para veículos entrarem e saírem das duas ruas transversais. Hoje, a disputa por espaço empaca o tráfego nos horários de pico.

A casa abriga estabelecimentos comerciais e está avaliada em quase R$ 900 mil — o valor final dependerá da negociação com o proprietário. Segundo o secretário de Planejamento Urbano, Éder Boron, parte dos recursos virá de uma compensação prevista no Estudo de Impacto de Vizinhança de um novo residencial na Rua José Deeke. O restante pode ser angariado junto ao Fundo Municipal de Planejamento Urbano. Essa alternativa depende de aprovação do Conselho Municipal de Planejamento Urbano (Coplan). O assunto está na pauta da reunião do Coplan marcada para quarta (5).

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Continua depois da publicidade

Leia também

Prefeito de Blumenau responde Jorginho sobre dinheiro do Sesi

Jorginho promete ajudar Blumenau a comprar o Sesi, mas cutuca: “Gastaram o dinheiro”

Nova marca de Blumenau desperta enxurrada de críticas

“É sensato o MEC avaliar o novo Ensino Médio agora”, diz Eduardo Deschamps

Destaques do NSC Total