O monumento em homenagem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poderá retornar às ruas de Blumenau. É o que decidiram os vereadores da cidade nesta quinta-feira (6), ao aprovarem projeto de lei que veda homenagens em locais públicos a políticos e autoridades ainda em vida. O texto, de autoria do vereador suplente João Paulo Taumaturgo (PL), ainda precisa da sanção do prefeito.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Embora não cite a obra do artista plástico Guido Heuer, que permaneceu por 17 anos na Rua XV de Novembro e foi retirada em 2020 para a passagem da nova ponte do Centro Histórico, o texto tem o objetivo de evitar que se defina um novo local para ela. Por consequência, veta novas homenagens do tipo a qualquer outra liderança política.

Doze vereadores voltaram a favor e houve duas abstenções, de Adriano Pereira (PT) e Jovino Cardoso Neto (Solidariedade). O tema foi votado na sessão desta quinta para que o autor pudesse participar da votação. Taumaturgo despediu-se do Legislativo para o retorno do titular, Ailton de Souza (PL).

Continua depois da publicidade

O monumento havia sido uma ideia do ex-prefeito Décio Lima (PT), durante visita de Lula a Blumenau e à Oktoberfest, em 2003. A obra em metal foi guardada pela Secretaria de Cultura e Relações Institucionais.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Obras na BR-470 mudam trânsito em outro acesso a Blumenau

Projeto altera poder de polícia da prefeitura de Blumenau e valores de multas

MEC adia visita a Blumenau para tratar de fusão da Furb com o campus da UFSC

Chitãozinho e Xororó vão fazer show em Blumenau

Destaques do NSC Total