Há nove meses atuando em Blumenau, a empresa de compartilhamento de patinetes elétricos Flipon está surpresa com o comportamento da população da cidade. A conservação dos equipamentos e a organização deles nas calçadas e praças chamam a atenção dos gestores do negócio. Cerca de 1,8 mil pessoas deslocam-se com os veículos elétricos todos os meses, número considerado bom.

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Segundo Kenedy Galdino, diretor de expansão da Flipon, Blumenau destaca-se entre as 18 cidades onde a empresa opera pelo uso responsável dos patinetes. Eles costumam ser devolvidos em boas condições e em local adequado.

— Existe uma cultura de organização diferente em Blumenau. Já vimos pessoas que não usam o serviço, que não têm nada a ver com ele, mas ao perceberem um patinete fora do lugar, arrumam — comenta Galdino.

De segunda a sexta-feira, o número de viagens varia de 120 a 180. Nos fins de semana e feriados, de 300 a 400. Os meses de eventos na cidade, como outubro (Oktoberfest) e dezembro (Natal), tiveram os melhores resultados. Por enquanto, segundo Galdino, houve apenas duas quedas em que os usuários precisaram ser atendidos por socorristas, mas sem gravidade.

Continua depois da publicidade

Motos elétricas no trânsito de Blumenau precisam de mais atenção.

Hoje há 150 patinetes distribuídos por 22 pontos da região central e de bairros como Vila Nova, Velha, Garcia e Itoupava Seca. Há planos de implantar novos pontos na região da Ponta Aguda. Quanto ao trânsito, Galdino diz que os desafios são os já conhecidos, comuns a cidades do mesmo porte. A empresa indica que os usuários prefiram as ciclofaixas e tomem cuidado ao compartilhar calçadas com pedestres.

O custo para rodar nos patinetes varia conforme o tempo de uso. São R$ 3,50 para desbloquear o equipamento e mais um valor por minuto, que é de R$ 0,95 centavos. A partir de maio, esse valor vai reduzir para R$ 0,50 centavos de segunda a sexta. No fim, um deslocamento da prefeitura até o Parque Ramiro, por exemplo, custa cerca de R$ 10.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Pais de vítimas do ataque a creche em Blumenau serão recebidos em Brasília

Câmara destina verba, mas Blumenau descarta portas giratórias em escolas e creches

Literatura de Blumenau ganha destaque nacional outra vez

Chegou a hora de Blumenau voltar a falar da passarela na Prainha

Destaques do NSC Total