nsc
nsc

ORIENTAÇÃO EXPRESSA

SC exclui profissionais de academias, estética e saúde animal da prioridade de vacinação contra a Covid-19

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
29/03/2021 - 15h10 - Atualizada em: 29/03/2021 - 16h24
Blumenau vacinou categorias enquadradas como "de interesse em saúde" com aval do Estado
Blumenau vacinou categorias enquadradas como "de interesse em saúde" com aval do Estado (Foto: Patrick Rodrigues, BD, 9/2/2021)

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Saúde de Santa Catarina orientou expressamente os municípios a excluir profissionais de academias de ginástica, clubes, estética, tatuagem, óticas e saúde animal da prioridade de vacinação contra a Covid-19. Em uma nota técnica enviada sexta-feira (26) às prefeituras, o Estado informou que só trabalhadores em “serviços de saúde”, como hospitais, clínicas e ambulatórios, devem ser imunizados agora.

​> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.​

A delimitação obedece a um ofício do Ministério da Saúde, que em 12 de março esclareceu às secretarias estaduais os critérios de vacinação nesta fase inicial da campanha. Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal (STF) havia exigido do ministério regras mais claras para padronizar as condutas de municípios. Em Santa Catarina, cidades como Blumenau e Garopaba vacinaram professores de educação física, veterinários e outros profissionais enquadrados como de “interesse em saúde”.

O governo estadual havia endossado o procedimento de Blumenau. Mas o superintendente da Vigilância em Saúde do Estado, o epidemiologista Eduardo Macário, reconhecia à época que faltava uma orientação precisa do governo federal sobre o assunto. Agora que ela veio, Santa Catarina delimitou quem será vacinado já e quem deve aguardar.

A vacinação dos trabalhadores da saúde ainda não terminou em Santa Catarina. Na remessa de 141 mil doses enviada às regionais entre sexta e sábado, 26,8 mil são destinadas aos profissionais de hospitais, ambulatórios, clínicas e atenção básica. As demais são para idosos entre 65 e 74 anos de idade.

Em Blumenau, a prefeitura informou ter vacinado 9,6 mil profissionais de saúde até o momento — destes, 6,4 mil receberam a segunda dose. O município não soube precisar quantos desses trabalhadores enquadram-se nos serviços de "interesse em saúde", como clínicas veterinárias e academias de ginástica. Em nota, a Secretaria de Promoção da Saúde ressaltou que "todos os profissionais vacinados se enquadravam nas notas técnicas enviadas pelo Governo do Estado nas respectivas datas". Não houve novos agendamentos para profissionais de saúde desde 7 de março.

A prefeitura de Garopaba confirmou que imunizou quatro profissionais de Educação Física e avaliou que "existia à época dos fatos o entendimento que era possível a vacinação dos profissionais supracitados, não tendo sido as mesmas realizadas com dolo ou intenção de beneficiar qualquer munícipe". Em nota, o município informou que cessou a imunização desse grupo diante da nova orientação.

> Confira tudo sobre a vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina.

Comentário

O texto que vai abaixo consta do Plano Nacional de Vacinação, lançado pelo Ministério da Saúde em 16 de dezembro de 2020. O destaque em negrito é meu. Precisava mesmo de esclarecimento adicional?

"Trabalhadores dos serviços de saúde são todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Desta maneira, compreende tanto os profissionais da saúde – como médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, serviços socais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares – quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas. Inclui-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos e doulas/parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados".

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas