nsc
nsc

Nova licitação

Novo terminal de ônibus de Blumenau será retomado, mas custará quase o dobro

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
11/01/2022 - 14h14
Município lançou a licitação para concluir trabalho paralisado em julho de 2020
Município lançou a licitação para concluir trabalho paralisado em julho de 2020 (Foto: Patrick Rodrigues)

As obras do Terminal Oeste, em Blumenau, serão finalmente retomadas. A prefeitura lançou nesta terça-feira (11) a licitação para contratar a empreiteira que vai concluir o trabalho, paralisado há um ano e meio no bairro Água Verde. O serviço, ao final, custará quase o dobro do previsto inicialmente. A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para 10 de fevereiro.

 ​> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

A MJRE Construtora havia vencido a primeira licitação com uma proposta de R$ 14,9 milhões. Porém, iniciadas as obras ficou evidente que a área escolhida para o terminal era suscetível a alagamentos. Foi então necessário construir uma galeria para escoar a água — o que exigiu detonações de rochas. Nada previsto no projeto inicial.

Em julho de 2020, o Terminal Oeste já havia consumido R$ 17 milhões, mas apenas 42% do cronograma físico inicial havia sido cumprido. A empreiteira solicitou novos aditivos financeiros, que foram negados pela prefeitura. Então o contrato foi rescindido. 

Dezoito meses depois, a licitação é para escolher a construtora que executará a parte remanescente ao custo máximo de R$ 11,6 milhões. Ou seja, o orçamento total, que era de R$ 14,9 milhões, já chega a R$ 28,6 milhões. Além da galeria não prevista, de 2017 para cá o custo da construção civil disparou no Brasil.

O Terminal Oeste era parte do pacote de obras financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Porém, como aquele contrato já está concluído, o dinheiro necessário para finalizar o terminal virá de um empréstimo com o Banco do Brasil. O novo prazo para conclusão das obras é de 13 meses, a serem contados a partir da assinatura do contrato.

Calo no pé

Localizado em área de grande circulação, entre as ruas General Osório, Johann Off e Guilherme Poerner, o terminal inacabado gera questionamentos constantes da comunidade. Na semana passada, durante uma live em redes sociais, o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos), que mora naquela região, chamou a construção de um “calo no meu pé”.

Empreiteira terá 13 meses para construir o que falta do terminal
Empreiteira terá 13 meses para construir o que falta do terminal
(Foto: )

O projeto do terminal de ônibus no Água Verde prevê 18 mil metros quadrados, dos quais 4,2 mil de área construída. Além da área de embarque e desembarque de passageiros, está prevista uma praça, com espaço de lazer, estacionamento e área verde.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Leia também

Blumenau suspende testagem de Covid-19 em terminais de ônibus

SC tira da gaveta programa japonês de contenção de cheias no Vale do Itajaí

Quais obras Blumenau pretende incluir no pacote milionário de Moisés

Baladas de SC funcionam normalmente em meio à explosão da Covid-19​​

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas