Blumenau tem 35 mil usuários cadastrados na rede social adulta Sexlog. O número foi divulgado pela sócia e diretora da plataforma, Mayumi Sato, durante o evento TEDx Blumenau, no domingo (4). Em Santa Catarina, são cerca de 500 mil contas no serviço que aproxima pessoas e casais interessados em experiências sexuais. Seria uma contradição para um estado tido como conservador? Segundo Mayumi, não.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

O número de contas blumenauenses representa quase 10% da população total, aí incluídas as parcelas que não são sexualmente ativas. É uma proporção que supera tanto o Estado quanto o país — a Sexlog afirma ter mais de 18 milhões de inscritos no Brasil.

Segundo Mayumi, em números absolutos, o Sudeste é a região com o maior número de usuários da plataforma. Ela própria ficou impressionada com a adesão em Blumenau. Mas disse que não é surpresa a relação entre comportamento aparentemente conservador e interesse em práticas sexuais liberais, como swing.

— O perfil do swingueiro no Brasil é de casais acima dos 40 anos, casados há mais tempo, e que em outras relações estabelecem uma série de regras. Mantêm o controle o tempo todo. Não é que eles abandonam o conservadorismo — descreve.

Continua depois da publicidade

No TEDx, Mayumi procurou desmontar estereótipos sobre poligamia e fetiches sexuais. Ela foi uma de 12 palestrantes que trataram de temas como identidade, inclusão de deficientes, gênero e saúde mental. O evento, organizado por mais de 60 voluntários, ocorreu no Teatro Carlos Gomes.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Oktoberfest Blumenau quer levar comitiva de empresários a Munique

É uma boa ideia a Câmara de Blumenau ter 19 vereadores, mas existe um porém

Hospital de Blumenau terá troca no comando

Solenidade em Blumenau deu dois sinais sobre as Eleições 2024

Destaques do NSC Total