nsc
    nsc

    Polêmica e remédio de sobra

    Pacientes de Blumenau retiram apenas 44 dos 36 mil comprimidos de cloroquina disponíveis

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    14/09/2020 - 11h02 - Atualizada em: 14/09/2020 - 14h29
    Desde quando a cloroquina chegou, 1.215 blumenauenses testaram positivo
    Desde quando a cloroquina chegou, 1.215 blumenauenses testaram positivo (Foto: Patrick Rodrigues)

    Só 44 dos cerca de 36 mil comprimidos de cloroquina enviados pelo Ministério da Saúde a Blumenau para atender pacientes de coronavírus saíram das farmácias da rede pública. Os medicamentos estão disponíveis há mais de 20 dias, mas apenas três pacientes com receita médica procuraram os Ambulatórios Gerais (AGs) nos bairros para retirar as doses.

    > Quer receber as notícias de Blumenau e região via Whatsapp? Clique aqui e entre no grupo do Santa.

    No protocolo estabelecido pela Secretaria Municipal de Promoção da Saúde, pacientes com receita, documento com foto e comprovante de residência em Blumenau têm direito às doses gratuitas de 150 mg. Mesmo blumenauenses atendidos por convênios ou consultórios particulares podem receber o remédio de graça.

    Entre 21 de agosto, quando os medicamentos chegaram às farmácias da rede pública, e o sábado passado (12), 1.215 blumenauenses receberam diagnóstico positivo de Covid-19. Segundo a prefeitura, dos três pacientes atendidos, um não tinha coronavírus — a cloroquina é indicada para doenças como malária, artrite reumatoide e lúpus.

    Os pacientes de coronavírus precisam assinar um termo de ciência sobre a falta de "estudos suficientes para garantir certeza de melhora clínica dos pacientes com Covid-19 quando tratados com cloroquina".

    Aparentemente, a polêmica sobre o uso do medicamento sem comprovação científica no tratamento da Covid-19 não saiu das redes sociais para a vida real dos blumenauenses.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas