nsc
nsc

Concessão

Placas de rua de Blumenau terão propaganda, braile e cotas de enchente

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
20/09/2021 - 10h30 - Atualizada em: 20/09/2021 - 14h10
Diretora avalia que poucas ruas terão as quatro placas previstas no modelo
Diretora avalia que poucas ruas terão as quatro placas previstas no modelo (Foto: Reprodução)

As novas placas de rua de Blumenau seguirão o modelo da ilustração acima, com espaço para propaganda e outro para indicação de prédios públicos. O modelo desenvolvido pela prefeitura prevê até quatro plaquetas em cada esquina, além de CEP, braile e um QRCode que levará a informações online sobre cotas de enchente e turismo. A ideia é conceder o espaço para uma empresa interessada em vender publicidade. Como a coluna revelou em maio, será preciso trocar as placas de rua existentes porque uma empresa patenteou o desenho.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

A futura concessionária teria de instalar e manter as placas e, em troca, exploraria o espaço publicitário por um período entre 10 e 20 anos. São ao todo 3.478 ruas e outras 302 ainda sem nome que podem vir a ser oficializadas. Cada conjunto completo custaria cerca de R$ 3 mil, incluindo a calçada tátil para deficiente visuais. Pela modelagem em estudo, a concessionária levaria até cinco anos para substituir todas as placas de Blumenau.

O secretário de Planejamento Urbano, Éder Boron, explica que falta concluir a análise do modelo econômico da concessão. Pode ser necessário terceirizar parte do estudo. Quando ele estiver pronto, será elaborado o edital de licitação.

Poluição visual

A quem estiver preocupado com poluição visual, a diretora de Projetos Urbanísticos da secretaria, Patrícia Schwanke, prevê que poucos endereços terão as quatro placas previstas no modelo. Muitos não terão publicidade, por falta de apelo comercial do ponto, e a maioria não possui prédios públicos a serem indicados.

Por ser área de interesse histórico e turístico, a Rua XV de Novembro ficará sem publicidade e as placas com os nomes das ruas serão na cor marrom, em lugar do verde.

A estrutura padrão foi desenvolvida de maneira em que as peças serão encaixadas, sem rebites ou parafusos. No alto, o poste comportará um roteador de internet, para o caso do município desejar ampliar os pontos de conexão pública. O edital também deve prever a possibilidade de instalação futura de tecnologia para detectar alagamentos.

A concessão integra o pacote de parcerias com a iniciativa privada que a prefeitura de Blumenau lançou dois anos atrás.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

Leia também

Aglomeração em ambulatórios de Blumenau é mau presságio

Quem cuida dos animais do Parque Ramiro Ruediger, em Blumenau

Blumenau reabre diálogo com Celesc e desiste de nova lei sobre postes

Obras na Alameda Rio Branco voltarão a interferir no trânsito de Blumenau

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas