nsc
nsc

Primeira vitória

Justiça defere liminar pedida pelo Figueirense e suspende cobranças ao clube

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
31/03/2021 - 19h03
Primeira vitória do Figueirense na Justiça foi obtida na noite desta quarta-feira
Primeira vitória do Figueirense na Justiça foi obtida na noite desta quarta-feira (Foto: Patrick Floriani/ FFC)

Um minuto antes de entrar em campo e marcar o primeiro gol aos 20 segundos de jogo contra o Hercílio Luz, o Figueirense emplacou na Justiça uma vitória que buscava desde o início do mês.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

Está deferida a liminar que suspende todas as execuções e cobranças ao clube e que dá ao clube a possibilidade de prosseguir o projeto de recuperação judicial.

A decisão é do Juiz Luiz Henrique Bonatelli, da Vara de Recuperações Judiciais, Falências e Concordatas da Comarca de Florianópolis.

> Figueirense completa um mês sem vencer e corre risco de entrar no Z-2 do estadual

Em resumo, as dívidas do clube estão suspensas. Era o primeiro objetivo. O Figueirense entende que isto era fundamental para que o clube pudesse respirar e também para que possa buscar no mercado novos investidores.

O Figueirense agora tem 30 dias corridos pra retificar o pedido inicial no processo de recuperação judicial, e, se deferido, mais 60 dias para apresentar seu efetivo plano de recuperação.

“Assim, em razão de todo o exposto defiro parcialmente a liminar pleiteada para antecipar os efeitos do stay period (art. 6º da lei 11.101/2005) aos requerentes FIGUEIRENSE FUTEBOL CLUBE LTDA e FIGUEIRENSE FUTEBOL CLUBE, até o escoamento do prazo, situação que afetará na:

a) suspensão da exigibilidade executiva de todos e quaisquer créditos trabalhistas e quirografários detidos contra o Figueirense Futebol Clube ou contra a Figueirense Futebol Clube Ltda.; e

b) autorização do sobrestamento dos atos expropriatórios de todos e quaisquer ativos que tenham sido objeto de bloqueios ou arrestos, assim como os dados em caução ou depósito, nos processos em que se discutem os créditos trabalhistas e quirografários, futuramente submetidos ao processo de recuperação a ser ajuizado;

c) Caberá às requerentes a comunicação da referida decisão aos juízos competentes, devendo providenciar o envio dos ofícios a todas as ações em que figuram como parte; d) Quanto à retificação ao valor da causa, cabe a própria peticionante proceder com o recolhimento das custas complementares correspondentes, sob pena de cancelamento da lide (art. 290 do CPC);”

Leia mais

> "Tudo dentro do esperado", diz advogado sobre recuperação extrajudicial do Figueirense

> Faraco: Figueirense não pode jogar como Jorginho quer

> Presidente do Figueirense descarta mudança de técnico e garante confiança em Jorginho

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas