nsc
nsc

Debate

Liga do Futebol Brasileiro: se for só pra “brigar” com a CBF, não vai funcionar

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
16/06/2021 - 14h17 - Atualizada em: 16/06/2021 - 14h51
Campeonato Brasileiro é organizado pela CBF historicamente
Campeonato Brasileiro é organizado pela CBF historicamente (Foto: Lucas Figueiredo/ CBF)

É algo bastante expressivo quando 19 de 20 clubes da Série A assinam um documento com o mesmo propósito. Ainda mais com um histórico de que cada um sempre defendeu somente os próprios interesses e nunca houve um projeto realmente sólido e coletivo para desenvolvimento do campeonato e do futebol brasileiro a partir dos clubes.

Existe um vácuo de poder na CBF e uma sequência de escândalos que envolvem quatro presidentes seguidos – Ricardo Teixeira, José Maria Marin, Marco Polo Del Nero e o recente caso de Rogério Caboclo e o afastamento temporário com acusações de assédio moral e sexual. Este vácuo se apresentou como oportunidade aos clubes, pelo que se percebe.

Some-se a isso questões importantes que envolvem calendário e imposições da CBF, como seguir o Campeonato Brasileiro enquanto há Copa América, com o esvaziamento do próprio campeonato a partir de convocações que tiram as principais estrelas da competição e desagradam os clubes, que são a parte que realmente investe.

Acontece que se for só isso, vamos ter uma repetição do antigo Clube dos 13 e a Copa União de 1987. Vai acabar em briga que cada um puxa pro seu lado e não vai haver evolução.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A revolução que o Campeonato Brasileiro e o futebol brasileiro precisa tem que envolver o desenvolvimento do produto e do negócio. Há muito o que fazer em termos de marca, marketing e negócio. Mas é preciso que especialistas sejam consultados/contratados, que exemplos de Ligas bem-sucedidas sejam analisados, como a Premier League e a La Liga, e até copiados. Não dá pra dividir poder entre os clubes – cada um vai querer puxar pro seu lado novamente e é o primeiro passo pra dar errado.

A Liga é necessária e o passo dado agora parece positivo. É preciso ver que caminho os clubes vão seguir.

Clubes da Série B ainda não foram consultados

Questionei brevemente, por mensagem, o presidente do Avaí, Francisco Battistotti, que também é presidente da nova Associação Nacional de Clubes de Futebol, que inclui equipes da Série B e da da C, e ele me revelou que ainda não houve nenhuma consulta. 

"Não fomos consultados, vamos aguardar o que vem para analisarmos. Somente pregamos a união dos clubes, independentemente de série e com transparência. Porém, cada produto tem seu valor. Vamos aguardar."

Leia também

> Vídeo: transmissão flagra “despedida” de Tite e Rogério Caboclo

> Possível demissão de Tite fortalece crise na Seleção, com reação de bolsonaristas; entenda

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas