nsc
nsc

Empresas

Altona planeja transferir fábrica de Blumenau para Gaspar

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
05/09/2020 - 09h00
Altona
Sede da empresa fica em área residencial, no bairro Itoupava Seca (Foto: Lucas Correia, BD)

A Altona está planejando transferir a fábrica de Blumenau para Gaspar. O conselho de administração da metalúrgica aprovou há duas semanas a compra de um terreno de 160 mil metros quadrados na cidade vizinha, que está em processo de retificação – a área, próxima da BR-470, pode chegar a 288 mil metros quadrados. Lá a empresa pretende construir uma nova e moderna unidade produtiva.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

A compra será parcelada, mas o valor do investimento não foi divulgado. O presidente da empresa, Cacídio Girardi, revelou à coluna que as obras podem começar já em 2021. A mudança de Blumenau se deve à falta de espaço para crescer na cidade. A migração, porém, deve ser feita aos poucos e se consolidar em um prazo de cinco a dez anos, projeta o executivo.

— Será um processo gradativo. Aqui na Itoupava Seca (bairro onde a Altona está instalada) estamos no meio da cidade — justifica Girardi.

A logística é crucial na decisão e não é a primeira vez que esse fator pesa, já que há vários anos a saída da Altona de Blumenau é ventilada. A empresa começou a buscar áreas para crescer nos anos 1990. Em 2009, chegou a anunciar que iria para Barra Velha, município onde adquirira terreno em 2004 e onde investiria mais de R$ 100 milhões em uma fábrica. Mas o assunto foi esfriando e nunca se concretizou.

A notícia sobre Gaspar chega em momento curioso. Em 2007, a Altona foi alvo de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público, que cobrava adequação de sistemas de tratamento de emissões atmosféricas e dava prazo para que a empresa mudasse o local do parque fabril justamente até outubro deste ano.

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em 2015, no entanto, assegurou, mediante algumas contrapartidas, que a empresa mantivesse as atividades na Rua Engenheiro Paul Werner por tempo indeterminado. Com isso, a direção já não tinha mais pressa para definir o futuro. Nesse meio tempo a Altona chegou inclusive a vender para a Havan partes do terreno em Barra Velha, cidade onde a varejista mantém seu centro de distribuição.

Com a duplicação da BR-470 avançando, Gaspar surgiu como opção atrativa por facilitar a logística de distribuição e estar ainda mais próxima do complexo portuário do que Blumenau. Fundada em 1924, a tradicional metalúrgica pode comemorar o centenário de casa nova.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas