Sem muito alarde, a Casan fechou em dezembro uma operação de crédito de 100 milhões de euros com o Banco Europeu de Investimento (BEI), que já vinha sendo discutida há mais tempo. Pela cotação atual da moeda, o empréstimo passa dos R$ 500 milhões.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de SC por WhatsApp

Os recursos serão usados para investimentos em saneamento básico no Estado. O foco é atingir 50% de cobertura de coleta e tratamento de esgoto, meta estabelecido pelo governo Jorginho Mello (PL) até 2026. A lista de obras a serem contempladas ainda não está definida, segundo informou à coluna a assessoria de comunicação da empresa.

O financiamento foi aprovado pelo conselho de administração da Casan em uma reunião no dia 13 de dezembro. Pelas condições debatidas, o contrato tem um período de carência de três anos. Ao aprovar o empréstimo, a empresa considerou as taxas financeiras da operação mais vantajosas em relação ao que é oferecido no mercado interno.

Além desses 100 milhões de euros, o orçamento de investimentos da Casan ainda prevê R$ 460 milhões para novas obras e outros R$ 280 milhões para uma estação de tratamento em São José.

Continua depois da publicidade

Leia também

Ônibus de Blumenau transportam meio milhão de passageiros a mais em 2023

Multinacional estima investimento milionário em nova usina de energia em SC

Roupão do líder no BBB 24 será fornecido por empresa centenária de SC

Fotos exclusivas revelam antiga fábrica de cristais de Blumenau em ruínas

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total