nsc
    nsc

    Turismo

    Teleférico de Blumenau: proposta com detalhes da atração deve ser conhecida em abril

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    01/04/2021 - 15h04 - Atualizada em: 01/04/2021 - 15h06
    Teleférico
    Estudos preliminares já indicaram melhores pontos de embarque e desembarque (Foto: Reprodução)

    Se tudo sair conforme o esperado, a Secretaria de Turismo e Lazer de Blumenau aguarda para este mês de abril a apresentação do procedimento de manifestação de interesse (PMI) a ser feita pelos empresários dispostos a construir um teleférico entre o Frohsinn e a Prainha. É a partir desse documento que novos detalhes do projeto serão conhecidos.

    > Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Estudos preliminares já indicaram que um dos pontos de embarque ficará em uma área lateral do antigo Frohsinn, sem atrapalhar a vista do mirante – cujo acesso do público deverá continuar gratuito. O outro, na Prainha, deve ficar ao lado de onde hoje está a concha acústica. O teleférico deve ter cerca de 350 metros de extensão.

    O aporte na atração será 100% privado e a concessão para exploração deve ser de pelo menos 25 anos. Os investidores por trás do projeto são os mesmos que ergueram a FG Big Wheel, roda-gigante de Balneário Camboriú.

    A construção do teleférico depende do andamento do projeto de restauração do antigo Frohsinn – os empresários responsáveis mantêm conversas entre si. O restaurante Indaiá, que venceu a concessão para explorar o espaço no Morro do Aipim, deve apresentar nos próximos dias um primeiro esboço do projeto de revitalização da área para uma comissão interna das secretarias de Turismo e Planejamento Urbano, para depois o processo seguir os demais trâmites internos na prefeitura.

    Tanto a restauração do Frohsinn quanto o teleférico fazem parte de um pacote de obras e projetos entre o Centro Histórico e a prefeitura de Blumenau que buscam criar uma espécie de “bolha do turismo”. A relação inclui ainda o Museu da Cerveja e as praças da Estação e Dr. Blumenau, já concedidas à iniciativa privada, e as revitalizações da Curt Hering e da Prainha, ambas em andamento.

    Outras iniciativas, como a Rosen Platz (Praça das Rosas nos fundos da antiga prefeitura e do Mausoléu Dr. Blumenau) e o city tour, também estão engatilhadas, com os editais de concessão prestes a sair do forno. Um dos objetivos é proporcionar diferentes atrações turísticas em um raio curto, para estimular que os turistas se desloquem a pé na região.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Mais colunistas

      Mais colunistas