Dois terrenos que pertenciam à antiga Móveis Taió vão novamente a leilão no dia 22 de janeiro, quase 17 anos depois de a empresa ter a falência decretada pela Justiça. Os imóveis ficam no bairro Bracatinga, em Taió.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de SC por WhatsApp

Ambos têm cerca de 4,8 mil metros quadrados. Um está avaliado em R$ 63,3 mil e outro em R$ 101,8 mil. As propriedades, no entanto, poderão ser arrematadas pela metade dos valores – R$ 31,6 mil e R$ 50,9 mil, respectivamente.

Caso não surjam interessados, um novo leilão já está marcado para o dia 6 de fevereiro. Na segunda chamada, será considerada a melhor oferta, mesmo que ela esteja abaixo de 50% do valor de avaliação. Se o lance for muito baixo, a Justiça pode não aceitá-lo.

Os terrenos são os últimos ativos ainda disponíveis da massa falida. Os valores arrecadados serão usados para abater parte da dívida remanescente, que está na casa dos R$ 3 milhões. Segundo o escritório de advocacia Wilhelm & Niels, que exerce a função de administrador judicial, não há débitos trabalhistas pendentes.

Continua depois da publicidade

A Móveis Taió entrou em concordata em 1996 e teve a falência decretada em 2007. Neste meio tempo, o processo chegou a ficar parado e houve trocas do administrador judicial. O caso também migrou para outras comarcas judiciais, motivos que em parte explicam a demora para a alienação dos ativos restantes.

O edital completo do leilão, determinado pela juíza Aline Mendes de Godoy, da Vara Regional de Falências e Recuperações Judiciais e Extrajudiciais da Comarca de Concórdia, está disponível no site da Nogari Leilões.

Leia também

Multinacional francesa Leroy Merlin vai abrir terceira loja em SC

Jorginho reforça convite para prefeito de Blumenau se filiar ao PL

Imóveis em Blumenau ficam duas vezes mais caros que a média nacional em 2023

Reunião de Hildebrandt e Jorginho na Capital terá obras e eleições no cardápio

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total