nsc
nsc

AR POLAR

Forte ar polar pode trazer neve e marcas históricas de frio em SC

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
25/07/2021 - 11h04 - Atualizada em: 25/07/2021 - 13h30
Neve é uma possibilidade nesta nova onda de frio
Neve é uma possibilidade nesta nova onda de frio (Foto: NSC Total)

Durante o período de 28 a 31 de julho uma nova e intensa massa de ar frio polar deverá trazer um frio muito forte para Santa Catarina. Tudo acontece de maneira gradativa a partir de quarta-feira, dia 28 de julho. 

> Saiba como receber notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Apesar dessa temperatura mais alta das tardes já não ocorrer na terça, dia 27de julho, será a partir de quarta que o ar polar comecerá a influenciar o tempo. 

> Maior frio de SC em 60 anos pode ser registrado nesta semana; veja

Temperaturas negativas

O primeiro dia com temperatura abaixo de 0°C deverá ser a quarta, mas ainda restrito a região Serrana e o Meio Oeste. Na quinta, o frio negativo já começa a ocorrer não só na Serra, mas também no Meio Oeste e Planalto Norte. 

No entanto, a noite mais fria desse ar polar deverá ser no amanhecer de sexta, dia 30, quando esperamos algo entre:

-8 a -10°C Serra

-2 a -4°C Meio Oeste

-1 a -3C Oeste e Planalto Norte

-2 a 0°C Vale do Itajaí (especialmente Alto Vale)

0 a 2°C Sul e Litoral

1 a 3°C Norte

Frio histório em SC

Importante destacar que essa previsão de temperaturas tão baixas para o amanhecer de sexta, no dia 30 de julho, se aproxima das menores temperaturas já ocorridas em SC ao longo dos invernos. Para vocês terem ideia, usando dados das estações da Epagri/Ciram, a menor temperatura já ocorrida na estação em SC foi de -14°C em Caçador no dia 11 de Junho de 1952

Depois as menores temperaturas já ocorridas foram:

-12°C em Canoinhas no dia de Agosto de 1963

-11,6°C em Xanxerê no dia 25 de Junho de 1945

-10°C em São Joaquim no dia 2 de Agosto de 1991

Portanto, se a temperatura na próxima sexta, dia 30 de julho, variar entre -10 e -12°C será o maior frio do inverno dos últimos 30 a 58 anos. Vai depender de quanto chegar. 

> Conheça receitas deliciosas para encarar o frio em Santa Catarina

Veja mais sobre as nevascas históricas em SC e os recordes de frio

Frio histório em julho

Levando em consideração apenas o mês atual, Julho, o maior frio ocorreu em Caçador e Xanxerê com -11°C em 1952

Frio histórico em Florianópolis

A menor temperatura de inverno da capital ocorreu em 2000 quando tivemos 0°C em 2000. Portanto, na próxima sexta poderemos ter um frio que faz 21 anos que não ocorre em Floripa.  

Extremos do frio

Ao longo da presença desse ar polar deveremos ter:

Geada

Amanhecer de quarta na Serra, Oeste, Meio Oeste. Amanhecer de quinta no Oeste, Planalto Norte, parte alta da Grande Florianópolis e Vale do Itajaí. Na sexta em grande parte de SC até mesmo no Litoral. 

Chuva Congelada

Entre final de quarta e a quinta-feira em algumas cidades do Meio Oeste e Serra.

Sincelo

Na quinta-feira nos pontos mais altos da Serra

Neve

Na noite, especialmente madrugada, de quarta para quinta-feira nas cidades de maior altitude da Serra e Meio Oeste. 

Sensação térmica

Deveremos ter frio mais forte do que o termômetro indicar entre final de quarta e quinta devido o vento entre Serra e Sul. 

> Relembre a neve em Santa Catarina com fotos

Vento

Devido a presença de um ciclone no mar na altura do RS, há previsão de rajadas de vento entre a tarde de quarta e a manhã de quinta nas cidades da Serra e Sul. Rajadas de 40 a 60 km/h.

Condição do mar

A presença do ciclone no mar deverá trazer ondas em torno de 2 a 3 metros na costa de Santa Catarina entre final de quarta e a quinta.

Preocupação

A intensidade do frio que está prevista não chega ser algo totalmente fora dos maiores frios que SC já passou. Porém, ele terá grande intensidade. Desta forma, muita atenção das autoridades e da população em geral com a população em situação de rua e animais. 

Terça-feira

Importante destacar que na terça teremos chuva pelo Estado. Chance de chuva forte com temporais, mas isso em pontos isolados. Devido a chuva, a temperatura já não sobe tanto ao longo da tarde começando dar a sensação de frio.

Leia também

Veja dicas de como trafegar em caso de pista congelada

Neve em Santa Catarina: saiba em quais cidades é possível ver o fenômeno

Neve em Minas Gerais? Entenda o fenômeno que mudou a paisagem de cidades mineiras

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas