nsc
nsc

Curioso

Relâmpago dentro da nuvem? Entenda e veja vídeo do fenômeno em Santa Catarina

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
18/02/2021 - 14h49 - Atualizada em: 18/02/2021 - 14h52
Relâmpago intranuvem em SC
Relâmpago intranuvem em SC (Foto: Reprodução)

Em Concórdia, imagens mostram um fenômeno diferente no tempo de Santa Catarina: raios apenas dentro de uma nuvem. O registro é de Carlos Alberto Calgaro. que ficou curioso, e perguntou qual o motivo do raio estar apenas dentro da nuvem. A minha a explicação é clara: o vídeo mostra nitidamente os relâmpagos intranuvem.

> Tornados, tromba d'água e nuvem funil: entenda os fenômenos registrados em SC e no RS

Nas imagens compartilhadas pelas redes sociais, o leitor do NSC Total e telespectador da NSC TV chega a perguntar assustado o que seriam os clarões que acontecem só dentro da nuvem. Estes relâmpagos intranuvem, como o nome já diz, são percebidos com mais frequência justamente quando há pancadas de chuva com raios.

Veja o vídeo do relâmpago intranuvem em SC

O mês de fevereiro deste ano, por exemplo, teve durante a primeira quinzena uma grande quantidade de dias com condições bem típicas de verão, ou seja, sol com calor e aquelas pancadas de chuva à tarde. Muitas vezes, as pancadas de chuva vieram acompanhadas de raios. Essa combinação favorece a observação dos relâmpagos intranuvem. 

> Neve cobre 72% do território dos EUA em fevereiro de 2021; entenda o motivo

Relâmpago intranuvem ou entre nuvens: o que é?

O curioso que a maior parte dos relâmpagos são intranuvem. Segundo o ELAT 70% do total de relâmpagos que ocorrem. Isso porque boa parte deles são vistos só por um clarão no céu. O interessante que eles normalmente ocorrem bem antes dos raios (relampago que se conecta com o solo).

Descubra quais são so tipos de raios

Popularmente se diz que um raio não caia duas vezes no mesmo lugar. Fake news. Cai sim. Mas nem sempre o raio cai. Isso porque podemos ter o raio só dentro de uma mesma nuvem cumulunimbus ou até mesmo um raio que vai de uma nuvem para a outra. Abaixo temos os típos possíveis de raios:

Raio descendente, ascendente e entre nuvens
Raio descendente, ascendente e entre nuvens
(Foto: )

Importante lembrar que um relâmpago é uma corrente elétrica que ocorre na atmosfera com comprimento que varia de 5 a 10 km. Ele ocorre quando temos rápido movimento de elétrons de um lugar para outro. Esse movimento muito rápido traz o clarão. 

Lembro que o raio ocorre quando o relâmpago vai até o solo ou sai dele em direção a nuvem.

> Nuvem cumulonimbus, que pode gerar tornados, é registrada em Mafra

Raios podem saior do solo em direção ao céu

Quando o raio acontece 90% deles é como as pessoas pensam, ou seja, da nuvem para o solo. O que cai mais de uma vez no mesmo lugar. Porém, 10% dos raios podem ser do solo para a nuvem. Isso porque eles tem uma região mais propícia para o ocorrer. São mais fáceis em áreas com morros ou torres metálicas. 

Leia também

> Conheça as gêmeas que realizaram cirurgia de mudança de sexo em SC​​

> Vídeo mostra momento em que homem cai de parapente em Penha

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas