nsc
nsc

Tecnologia

Caçada a Lázaro chega ao fim com ajuda de aplicativo catarinense; entenda

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
28/06/2021 - 17h19
Lázaro ficou foragido por 20 dias
Lázaro ficou foragido por 20 dias (Foto: PCGO, Divulgação)

A caçada de 20 dias ao assassino Lázaro Barbosa terminou nesta segunda-feira (28) com ajuda de um aplicativo catarinense. O app Brasil+Seguro, desenvolvido em Joinville, foi fundamental na captura: “Princípio do fim”, disse o CEO da empresa, Edivaldo da Veiga, em entrevista ao CBN Total.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

> Lázaro é morto em troca de tiros com policiais na mata

Edivaldo fez referência à denúncia recebida na plataforma na quinta da semana passada, quando descobriram o local onde Lázaro passou cinco dias. O caseiro da propriedade contribuiu com as investigações e o bandido foi pego nesta segunda, a 20km da chácara. 

> Caso Lázaro: serial killer foi morto com pelo menos 38 tiros, diz secretário

> Câmeras flagraram Lázaro próximo à casa da ex-sogra horas antes de morrer; veja vídeo

Outro ponto citado pelo CEO foi a adesão das pessoas com as denúncias. "Tivemos 7 mil downloads e vieram mais de mil notificações. Nós tivemos um papel bem forte junto ao comando de operações", contou.

*Com colaboração de Mateus Boaventura

Leia também

> Lázaro criou perfil fake no Facebook para acompanhar notícias sobre si mesmo

> Repórter do SBT é atacada por pitbull durante apuração do caso Lázaro

> Quem era Lázaro Barbosa, o serial killer de Goiás

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas