nsc
dc

ASSASSINO EM SÉRIE

Quem era Lázaro Barbosa, o serial killer de Goiás

"Psicopata, agressivo, impulsivo": assassino em série causou apreensão, trouxe medo ao Centro-Oeste e foi morto em confronto no dia 28 de junho

17/06/2021 - 10h01 - Atualizada em: 28/06/2021 - 09h59

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Lázaro tem 32 anos e nasceu na Bahia
Lázaro tem 32 anos e nasceu na Bahia
(Foto: )

Lázaro Barbosa de Sousa, 32, foi capturado e morto pelo assassinato de quatro pessoas da mesma família no Distrito Federal, por matar um caseiro, sequestrar outras três vítimas para um ritual e trocar tiros com a polícia. As buscas se estenderam por 20 dias, até que o serial killer foi localizado na mata. 

> Mulher de Lázaro relata tortura e mãe do serial killer implora para que ele se entregue

Segundo o delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido, o suspeito passou a vida trabalhando em fazendas.

Mas quem é Lázaro Barbosa?

> Lázaro, assassino em série de Goiás, deixou carta em esconderijo; veja trechos

> Acesse para receber notícias de Santa Catarina por WhatsApp

Lázaro nasceu na cidade de Barra dos Mendes, na Bahia, município com cerca de 13 mil habitantes e que fica a pouco mais de 500 quilômetros de Salvador. Foi lá que ele registrou a primeira passagem policial, aos 20 anos de idade, por assassinato.

Lázaro chegou a ser descrito pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, como um psicopata.

— Ele não tem o menor valor à vida dele nem à de ninguém. É um psicopata — disse em entrevista coletiva a respeito do caso.

> Quem são os serial killers que amedrontaram o Brasil

> Casal é flagrado fazendo sexo na Praia Brava em Itajaí à luz do dia

Em uma das ocasiões em que foi preso, o laudo psicológico feito na penitenciária também o classifica como "psicopata", com "comportamento impulsivo, agressivo, instabilidade e dependência emocional, preocupações sexuais e falta de controle e equilíbrio".

A última residência do foragido fica na cidade de Cocalzinho de Goiás, que tem cerca de 18 mil habitantes. No local a polícia encontrou itens e desenhos que indicam rituais de magia negra. Ainda não se sabe há quanto tempo ele morava lá e se mais alguém residia na casa.

> Pis/Pasep 2021 está disponível para saque até 30 de junho

Lázaro chegou a ser preso três vezes, e fugiu em todas as ocasiões. Na lista de crimes se encontram assassinatos, estupros, sequestros, roubo e porte ilegal de arma de fogo. No dia 28 de junho, ele acabou sendo localizado por policiais, trocou tiros e morreu

O que se sabe sobre os crimes

Apesar da extensa lista de crimes existir desde 2007, Lázaro começou a chamar a atenção após o assassinato brutal de um casal e dois filhos em Ceilândia, no Distrito Federal, na quarta-feira (9/6/2021).

Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Vidal, 21, e Carlos Eduardo Vidal, 15, foram assassinados no local. Os corpos estavam sob folhas para que não fossem vistos pelas buscas aéreas da polícia.

> "Galo detido": repórter da Band viraliza com crise de riso; veja vídeo

Cleonice Andrade, 43, foi levada como refém e teve o corpo localizado três dias depois, às margens de um córrego, sem roupas. De acordo com a polícia, a vítima foi executada com tiro na nuca.

Lázaro também passou a ser investigado pelo assassinato de um caseiro em Cocalzinho de Goiás. O crime teria ocorrido quatro dias antes da chacina em Ceilândia. O homem morreu alvejado por tiros, e o suspeito não levou nenhum pertence da vítima.

Na mesma cidade o foragido teria feito um casal e a filha de reféns, mas a menina conseguiu pedir ajuda e a polícia chegou a tempo de evitar mais mortes, mas Lázaro escapou. Um policial foi baleado na operação.

O secretário de Segurança afirma que existe um método que ele utiliza ao cometer os crimes:

— Ele leva para a beira do rio, manda tirar as roupas e acaba matando. Teria sido esse o destino da família, principalmente depois que ele percebeu que a menina tinha pedido ajuda.

> Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Perseguição durou 20 dias

O secretário justifica a demora em capturar o suspeito ocorreu por conta do grande conhecimento da região.

— Ele é nascido e criado aqui nessa região, é mateiro, sabe se movimentar como ninguém. Isso dificultou nosso trabalho. Essa região tem muitas chácaras, casas abandonadas, casas de passeio e uma grande mata auxiliar fechada. Isso desfavorece quem está perseguindo e favorece quem é da região. Essa é nossa grande dificuldade.

Mais de 400 policiais participaram das buscas.

> Gesto de Cristiano Ronaldo faz Coca-Cola ter prejuízo de 4 bilhões de dólares

Com informações de Folhapress

Colunistas