nsc
dc

Foragido

Mulher de Lázaro relata tortura e mãe do serial killer implora para que ele se entregue

Família afirma que vem sofrendo retaliações da polícia e da população pelos crimes cometidos pelo assassino em série

21/06/2021 - 09h33

Compartilhe

Por Giulia Machado
Lázaro é procurado pelo assassinato de uma família no Distrito Federal
Lázaro é procurado pelo assassinato de uma família no Distrito Federal
(Foto: )

Familiares de Lázaro Barbosa, foragido há 13 dias suspeito de assassinar uma família em Ceilândia, no Distrito Federal, na quarta-feira, 9 de junho, relatam tortura por parte da polícia na tentativa de descobrir informações sobre o fugitivo. Em entrevista no fim de semana, a mãe do serial killer também implorou para que ele se entregue e ponha fim aos dias de terror vividos na região.

> Acesse para receber notícias de Santa Catarina por WhatsApp

Em entrevista ao Domingo Espetacular, a mulher de Lázaro afirmou ter sofrido agressões de agentes durante um interrogatório.

— O policial deu três, quatro tapas no meu rosto. Ele quebrou o rodo da minha tia e ia me bater com o cabo — disse ao programa televisivo, sem ter o rosto divulgado.

A mãe do foragido teme pela morte de Lázaro, e implora para que ele se renda. Em entrevista ao Correio e à TV Brasília, a mulher disse que se Lázaro se entregasse seria melhor para todos, e que é isso que "deseja como mãe".

> Melhor amigo de Lázaro na Bahia: “Mato é quintal para ele”

Ambas as mulheres relataram terem sofrido perseguições por parte da população, que acredita que elas possam ter algum envolvimento com os crimes. A mãe de Lázaro afirma ter sido alvo de notícias falsas ao ser acusada de praticar rituais de bruxaria.

Buscas ao serial killer

As buscas por Lázaro chegam ao 13º dia nesta segunda-feira (21). Uma moradora o teria visto passando por uma propriedade rural mancando e com uma mochila nas costas. As forças de segurança fazem buscas pela região nesta segunda, segundo informações do G1.

> Lázaro, assassino em série de Goiás, deixou carta em esconderijo; veja trechos

O foragido já entrou em confronto direto com a polícia causando troca de tiros pelo menos três vezes, e foi visto pela última vez pelas equipes de buscas na tarde de sexta-feira (18), em um chiqueiro de uma chácara, mas fugiu pela vegetação.

Mais de 200 agentes do Distrito Federal e de Goiás participam da força-tarefa para capturá-lo. O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, afirmou em coletiva de imprensa que as chances de captura aumentam com o passar do tempo por conta do cansaço do fugitivo e da dificuldade para encontrar comida.

Relembre

Lázaro está sendo procurado pela polícia desde o assassinato brutal de um casal e dois filhos em Ceilândia, no Distrito Federal, na quarta-feira (9). Ele está foragido e é suspeito de cometer outros crimes por onde passou. Houve troca de tiros com a polícia e uma família foi feita refém.

> Lázaro Barbosa obrigou refém a fazer declaração de amor para a mulher

Segundo declarado em entrevista coletiva pelo secretário de Segurança, a polícia tem encontrado dificuldades em capturar o foragido por ele conhecer muito bem a região.

— Ele é nascido e criado aqui nessa região, é mateiro, sabe se movimentar como ninguém. Isso dificulta nosso trabalho. Essa região tem muitas chácaras, casas abandonadas, casas de passeio e uma grande mata auxiliar fechada. Isso desfavorece quem está perseguindo e favorece quem é da região. Essa é nossa grande dificuldade.

Leia também

Deputado de SC diz que roupa estimula assédio e irrita até integrantes de partido conservador

Jornalista deixa quadro com Alexandre Garcia na CNN Brasil por conta de fake news

Criança fica em estado grave ao cair de atração no Beto Carrero World

Influencer brinca com o caso de Lázaro, o serial killer, e gera revolta na internet

* Sob supervisão de Augusto Ittner

Colunistas