nsc
nsc

Economia

Aprovada medida que abre espaço para volta da redução de jornada e salário no Brasil

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
20/04/2021 - 06h17 - Atualizada em: 20/04/2021 - 08h23
Votação desta segunda-feira (19) em Brasília
Votação desta segunda-feira (19) em Brasília (Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados)

O salário e a jornada de trabalho no setor privado poderão ser reduzidos por um período de até quatro meses. O Congresso Nacional aprovou na noite desta segunda-feira (19) o PLN 2/21, do Poder Executivo, que faz mudanças na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em vigor para permitir, em 2021, a abertura de crédito extraordinário destinado a programas emergenciais para redução de salário e jornada na iniciativa privada e apoio a micro e pequenas empresas. A proposta foi aprovada pelos deputados federais e, depois, pelos senadores.

> Receba as notícias mais importantes de Santa Catarina pelo WhatsApp

A aprovação do projeto permitirá a sanção do Orçamento de 2021, sem a exigência de compensações para gastos de despesas temporárias. O prazo para sanção da proposta orçamentária termina na quinta-feira (22). Em Santa Catarina, a Abrasel estima que 40% dos bares e restaurantes encerraram suas atividades desde o início da pandemia.

A coluna repercutiu a decisão com o presidente nacional da Associação Brasileira dos Bares e Restaurantes (Abrasel), Paulo Solmucci.

O que esta medida representa?

A reedição do BEm (Benefício Emergencial) e também do Pronampe que foram liberados com a aprovação pelo Congresso Nacional do PLN2 permitirá a redução de jornadas de trabalho ou mesmo a suspensão por até 4 meses dos contratos de trabalho.

Esta medida permitirá às empresas que estão operando sob restrições de horários e dias que ajustem a equipe à demanda reduzida sem ter que dispensar mais empregados com o governo federal pagando parcialmente no caso das reduções e totalmente nas suspensões de contrato.

O Pronampe permitirá que as empresas em dificuldade financeira tomem empréstimos com a garantia sendo fornecida pelo fundo garantidor de operações com juros menores e com carência para iniciar o pagamento.

A medida deve passar a valer a partir de quando?

O BEm passa a valer imediatamente após a edição pelo governo federal da Medida Provisória (MP). A dúvida é se o benefício poderá ser usado para pagar todo o salário de abril ou somente a parcela que faltar para fechar o mês de abril, ou seja, a partir da data de edição da MP.

Quantos empregos devem ser aprovados ?

A medida tem enorme potencial de preservação de empregos, a edição passada preservou mais de 10 milhões de postos, sendo 1 milhão deles no setor de bares e restaurantes. Nesta rodada esperamos que pelo menos 500 mil empregos sejam preservados.

Leia Mais:

> Estado considera nova onda de Covid-19 em SC com a chegada do frio

> Um a cada quatro pacientes apresentam queda de cabelo após Covid-19

Homem morre após ser esfaqueado e perder orelhas, mão e couro cabeludo em Modelo, Oeste de SC

Médica desaparecida foi encontrada no Alto Vale por rastreio de celular, diz madrasta; veja vídeo

Paulo Gustavo apresenta sinais 'mais evidentes' de recuperação, diz novo boletim

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas