nsc
    nsc

    Pandemia

    Governo de Santa Catarina estuda criação de auxílio emergencial

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    25/03/2021 - 15h00
    Auxílio emergencial
    A ideia é definir recursos para ajudar quem teve a renda reduzida em razão da pandemia (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

    O governador Carlos Moisés da Silva determinou que a Secretaria da Fazenda (SC) faça um estudo técnico para implementação de um auxílio emergencial em Santa Catarina. A ideia é definir os recursos que podem ser utilizados no programa de transferência de renda para desempregados e trabalhadores que tiveram a renda reduzida em razão da pandemia.

    > Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

    O chefe do Poder Executivo estadual disse que a ideia deve ser construída em conjunto com a Assembleia Legislativa (Alesc).

    A intenção de Moisés é atender as famílias que atualmente estão sem renda, bem como os trabalhadores autônomos, os ambulantes e os micro e pequenos empresários que não têm condições de acessar os programas de crédito já lançados pelo governo.

    “Determinei à Secretaria da Fazenda que realize esse levantamento no mais curto espaço de tempo possível, a fim de buscarmos a melhor forma de atender aquelas famílias que se encontram em situação de extrema necessidade no nosso Estado”, destacou o governador.

    Na semana passada, o secretário da Fazenda (SC), Paulo Eli, disse que não havia necessidade desse tipo de ajuda. Segundo ele, o estado “vive o pleno emprego e não há porque pagar o  auxílio para as pessoas ficarem em casa quando estamos importando trabalhadores do Haiti, Venezuela, Rio Grande do Sul e Paraná”. A declaração provocou forte reação em entidades empresariais e na Alesc.

    Para a Abrasel, a frase de Eli está “desconectada da realidade”, como afirmou o presidente da  instituição que representa bares e restaurantes, Raphael Dabdab. Ele diz que 40% dos negócios do segmento fecharam as portas desde o início da pandemia.

    > Lockdown de 14 dias em SC leva o setor de gastronomia ao colapso, diz Abrasel

    Na Alesc, existem dois projetos que tratam do assunto. O deputado Marcos Vieira informou que há dinheiro em caixa, mas o projeto precisa ser construído em parceria com o governo.

    Embora desde o início da pandemia o governo já tenha disponibilizado pelo menos R$ 1,4 bilhão em programas de incentivo, linhas de crédito e outras medidas de subsídio a empreendedores catarinenses de diversos setores, há um contingente que, em razão da retração econômica imposta pela crise sanitária, não possui condições de acessar esses recursos.

    Leia também 

    Homem é flagrado abusando de criança de 7 anos dentro de um carro em Palhoça

    Assassinato por uso de máscara foi filmado por câmeras de segurança em Itapema; polícia analisa imagens

    Vídeo: animação mostra a evolução de 1 ano de mortes por covid-19 nos municípios de SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas