nsc
nsc

Visita

O que Pazuello tem a oferecer em SC

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
03/03/2021 - 07h46 - Atualizada em: 03/03/2021 - 14h03
Audiência com o ministro Eduardo Pazuello nesta terça-feira (2)
Audiência com o ministro Eduardo Pazuello nesta terça-feira (2) (Foto: Secom/Divulgação)

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, terá agenda no Oeste catarinense nesta sexta-feira (5). A informação foi confirmada nesta terça-feira (2) quando o governador Carlos Moisés esteve em audiência com o representante do governo federal em Brasília. Espera-se que o governo federal traga ajuda concreta, mas há algo mais a fazer.

> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

O gesto mais importante e efetivo que o ministro poderia fazer por Santa Catarina é olhar para as câmeras das equipes de TV, falar que o quadro é grave, que as pessoas precisam se cuidar, usar máscara, não aglomerar e salientar a importância de mais restrições. Isso além de anunciar uma medida compensatória para quem não puder trabalhar, mesmo sabendo-se que esta última é atribuição do ministério da Fazenda. Digo algo além do auxílio emergencial já anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, em quatro parcelas de R$ 250.

Medidas compensatórias para trabalhadores informais e empresas são fundamentais como contrapeso necessário que viabilize as necessárias restrições ainda mais enérgicas, como lockdown, por exemplo. 

Não acredito que o ministro irá nesta linha, infelizmente.

Além de abordar as perspectivas com a vacina, após a chegada de 91, 2 mil doses da CoronaVac ao Estado, o ministro também deve trazer alguma informação sobre doses adquiridas pelo setor privado.

A Câmara dos Deputados aprovou nessa terça (2) o projeto de lei que autoriza os estados, os municípios e o setor privado a comprar vacinas contra a Covid-19 com registro ou autorização temporária de uso no Brasil.

Segundo o texto, para o setor privado, as doses devem ser integralmente doadas ao Sistema Público de Saúde (SUS) enquanto o público prioritário não tiver sido vacinado. A matéria precisa ser sancionada pelo presidente. 

A coluna apurou que Pazuello informou na reunião dessa terça-feira que depois de atingir 50% dos adultos vacinados, em junho, o setor privado poderá atuar também. Ainda é preciso detalhar como isso irá ocorrer.

Leia mais:

Um dia após dar à luz trigêmeos, mulher é intubada com a Covid-19 em Chapecó

Prefeito de Xanxerê chora e apela por ajuda: "estamos dando um grito de socorro"

Grupo faz corrente de oração de joelhos em frente a hospital em Chapecó; veja vídeo

Variante do coronavírus pode estar atrás de explosão de internações em SC

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas