nsc
nsc

TCE

Servidor da elite em SC quer ganhar mais para trabalhar as 8 horas previstas no estatuto

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
09/03/2022 - 06h02 - Atualizada em: 09/03/2022 - 12h25
Tribunal de Contas de Santa Catarina
Tribunal de Contas de Santa Catarina (Foto: Felipe Carneiro / NSC Total / Banco de dados)

Servidores da elite do serviço público em Santa Catarina e que atuam no Tribunal de Contas (TCE-SC) querem ganhar mais para trabalhar as 8 horas previstas no Estatuto da categoria. A Associação dos Servidores do TCE impetrou na Justiça um mandado de segurança com pedido de liminar contra um ato do presidente da Corte de Contas, conselheiro Adircélio de Moraes, do início do ano, que regulamenta o serviço remoto com base no Estatuto do Servidor Público que estabelece 40 horas semanais de trabalho.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A associação pede a suspensão da Portaria TC003/2022 que “aumentou a jornada de trabalhos dos servidores sem a correspondente retribuição pecuniária”. Na prática, o documento assinado pelo Conselheiro Adircélio, com base no estatuto, aumenta das atuais 6 horas para 8 horas diárias na jornada com o objetivo de regulamentar o home office.

Os servidores querem receber a mais por essas duas horas diárias. O salário inicial em concurso do TCE é de no mínimo R$ 15 mil para jornada de 40 horas semanais.

O desembargador Jaime Ramos não concedeu a liminar e notificou o TCE para que preste informações em até dez dias.

Embora o Estatuto do Servidor estabeleça 8 horas diárias, uma portaria dos anos 90 reduziu a jornada para 6 horas. Os demais Poderes criaram leis específicas de suas jornadas de trabalho, mas não foi o caso do TCE.

Justamente quem representa a elite dos altos salários do funcionalismo estadual e precisa zelar pela boa aplicação do recurso público é quem está querendo ganhar mais para trabalhar a carga horária prevista no Estatuto do Servidor.

Leia Mais:

Decreto que libera máscaras em SC é criticado por escolas particulares

Os bastidores da liberação do uso das máscaras nas escolas em SC

Análise: legalização do jogo é boa notícia para Santa Catarina

Aprovação de leis na Alesc cai 33% em ano eleitoral

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas