nsc
    nsc

    Fim do isolamento

    Após decreto sobre idosos, novas flexibilizações em Joinville só saem se região deixar situação “gravíssima”

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    04/09/2020 - 14h48
    Decreto desta sexta-feira trouxe flexibilização no isolamento dos idosos e prorrogou outras medidas
    Decreto desta sexta-feira trouxe flexibilização no isolamento dos idosos e prorrogou outras medidas (Foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)

    Após anunciar nesta sexta-feira o fim do isolamento domiciliar dos idosos a partir do próximo dia 9 (quarta-feira), a prefeitura de Joinville só deve realizar novas flexibilizações após a região deixar de apresentar a situação “gravíssima” na classificação de risco da pandemia. Joinville e região está no patamar mais elevado de gravidade desde o final de julho. A atualização da matriz é realizada toda semana pelo governo no Estado.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    > Leitos gerais do SUS em Joinville têm taxa maior de ocupação do que vagas para Covid-19

    Na próxima semana, além do fim do isolamento compulsório das pessoas com mais de 60 anos (só podiam sair de casa para atividades essenciais, como compra de medicamentos e alimentos, trabalhar e receber atendimento médico), acaba também a restrição de acesso de mais de uma pessoa de cada família aos shoppings, supermercados e outros estabelecimentos. Ou seja, será permitida a entrada de mais de um familiar de cada vez.

    A regional Nordeste está em situação “gravíssima” desde o final de julho. Na avaliação desta semana, a região de Joinville apareceu com pontuação de 3,25. Para descer um degrau na escala, para “grave”, a pontuação precisa cair para 3, ao menos. As flexibilizações adotadas em Joinville nos últimos dias foram motivadas pelas melhorias nos indicadores da matriz local. No entanto, agora a Secretaria de Saúde de Joinville vai aguardar um cenário melhor na avaliação estadual.

    O limite de ocupação máxima em 30% dos estabelecimentos comerciais, incluindo shoppings e supermercados, está valendo até 16 de setembro, com possibilidade de prorrogação. Pelo mesmo prazo, estão suspensos shows e eventos, com proibição também do funcionamento de cinemas, teatros e casas noturnas. Os ônibus têm limite de 40% na lotação máxima; e os bares, restaurantes e lanchonetes têm horário limitado entre as 6h e 22h, entre segundas e sábados (aos domingos, é entre 6h e 15h).

    > Joinville já passou pelo pico do coronavírus e começa a registrar queda, afirma secretário de saúde

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas