A Câmara de Joinville aprovou projeto de liberação do acesso de lideranças religiosas aos hospitais públicos e privados para visita de pacientes, independentemente do horário. Emenda apresentada na sessão desta terça-feira determina que o visitante comprove ligação com entidade religiosa. Em caso de descumprimento, a multa será de 15 UPMs (equivalente a R$ 5,2 mil, em valores de abril). A proposta será encaminhada para análise pela prefeitura.

Continua depois da publicidade

> Prefeitura de Joinville prepara mudanças no trânsito na rua Quinze de Novembro

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O projeto foi apresentado por Cassiano Ucker e Wilian Tonezi em outubro do ano passado. De forma geral, a entrada nos hospitais já era permitida, mas houve casos de restrição, inclusive com relatos de vereadores na sessão de hoje. Lei federal de 2020 regulamenta o ingresso dos religiosos, com a previsão em lei municipal foi para oficializar o acesso, com imposição de multa se houver a proibição.

A lei estadual sobre o tema limita as áreas de acesso. A proposta aprovada em Joinville prevê liberação em todas as áreas. Na justificativa do projeto, os autores citaram a necessidade de assegurar aos enfermos o direito de receber atendimento religioso e espiritual.

Continua depois da publicidade

> Como atua o programa de proteção da fauna na duplicação da BR-280

> Déficit nos ônibus em Joinville entre 2019 e 2021 também está na Justiça

> Como prorrogação de contrato em Joinville vai oferecer espaços para catadores

> Perto de iniciar, debate sobre reajuste dos servidores de Joinville tem pré-pauta

> Justiça nega liminar à prefeitura de Joinville na ação sobre bloqueios

Destaques do NSC Total