nsc
nsc

Transporte coletivo

Cobrança e maior demanda motivam volta de mais ônibus em Joinville

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
09/08/2021 - 07h52
Mais de 500 horários estão sendo retomados no transporte coletivo de Joinville
Mais de 500 horários estão sendo retomados no transporte coletivo de Joinville (Foto: Arquivo AN)

Há três semanas, a retomada gradual das linhas e horários do transporte coletivo suspensos com a pandemia estava em discussão, sem data para a volta naquele momento. No entanto, a cobrança da comunidade e de entidades empresariais, além da possibilidade de maior demanda de passageiros, acabou levando a prefeitura de Joinville a anunciar o retorno de parte expressiva das frequências dos ônibus, a partir desta segunda-feira. Conforme anunciado pelo município na semana passada, hoje voltam 507 horários.

> Fim do “toque de recolher” em Joinville motiva pedido de mais ônibus à noite

​> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A reativação de mais linhas e horárias não será integral, ou seja, nem todas as frequências disponíveis no início do ano passado, antes da pandemia, serão oferecidas novamente - mas o sistema ficou próximo da abrangência daquele período. Os domingos vão continuar sem os ônibus regulares. Mas nem a retomada parcial estava garantida, conforme a manifestação da prefeitura e das empresas na reunião realizada no dia 19 de julho.

O movimento dos passageiros ainda não era o mesmo do patamar pré-pandemia. Já a prefeitura, se determinasse a retomada, teria de ajudar a pagar a conta por meio do repasse mensal determinado pela Justiça em ação apresentada pelas empresas. Só que a cobrança pela retomada das linhas continuou, inclusive pelos vereadores.

Houve manifestação de quatro entidades (Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares, o VivaBem; CDL Joinville; Região Convention & Visitors Bureau e Conselho Municipal de Turismo de Joinville) solicitando a volta de mais linhas, principalmente à noite e finais de semana. O pedido foi feito após o fim da restrição de horários de funcionamento dos estabelecimentos. Também pesou a ampliação das aulas presenciais.

Agora, a expectativa é sobre o impacto no repasse mensal a ser feito pela prefeitura de Joinville, a ser desembolsado no início de setembro. Em julho, o montante ficou em R$ 586 mil, em valor empenhado a ser pago nos próximos dias.

> Para tentar votar reforma em agosto, Câmara de Joinville vai limitar prazo para emendas

> Atualização de cadastro aponta 22 mil pessoas na extrema pobreza em Joinville

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas