nsc
nsc

Infraestrutura

Contrato do Mathias é rompido de vez em Joinville: prefeitura prepara reparo em ruas

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
14/08/2020 - 16h03
Obras paradas na Visconde de Taunay: prefeitura pretende iniciar recuperação da via nos próximos dias
Obras paradas na Visconde de Taunay: prefeitura pretende iniciar recuperação da via nos próximos dias (Foto: Arquivo pessoal)

O contrato das obras de macrodrenagem do rio Mathias está rompido de forma definitiva, ainda que a rescisão possa ser questionada na Justiça. O anúncio do encerramento contratual foi feito no início do mês passado, mas foi preciso aguardar os prazos de defesa pelas empreiteiras. 

Com o documento assinado nesta sexta-feira pelo prefeito Udo Döhler, a prefeitura já pode intervir nos canteiros de obras para os reparos emergenciais – o que deve acontecer a partir de segunda-feira, na rua Jerônimo Coelho e, durante a semana, na Visconde de Taunay. Em relação à retomada das obras de instalação das galerias e conclusão da estação de bombeamento, a prefeitura deverá fazer nova licitação.

> Agendamento para tratamento precoce em Joinville, inclusive com cloroquina, inicia sábado

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

No início da desta semana, as empresas apresentaram a defesa na prefeitura. O documento questiona os motivos alegados pela prefeitura para a rescisão anunciada no início de julho. A prefeitura analisou as manifestações do consórcio e manteve a decisão de romper o contrato. A rescisão foi baseada em processo administrativo iniciado em 2015, com conclusão de descumprimento contratual. Também foi aplicada multa de R$ 6,8 milhões, equivalente a 15% do valor do contrato. A rescisão e a penalidade devem ser questionadas na Justiça pelas empresas.

OS PLANOS

Nesta segunda-feira, inicia a recuperação da rua Jerônimo Coelho. Mas os reparos serão emergenciais, apenas para permitir uma melhoria no pavimento. A instalação de calçadão não será agora. Na rua Visconde de Taunay, há necessidade de a Celesc adequar a fiação subterrânea e postes – as duas estruturas foram impactadas pela instalação da galeria subterrânea. A companhia e a prefeitura estão perto de acordo sobre o custeio dos serviços. O plano é iniciar os reparos na Visconde, com adequações na drenagem e no pavimento, a partir da semana que vem, caso as intervenções na fiação tenham sido concluídas.

> Ex-jogador de basquete morre uma semana após receber alta de Covid-19 em Joinville

> Joinville suspende circulação de ônibus por mais sete dias

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas