nsc
    nsc

    Segundo turno

    Debate final em Joinville: candidatos não mudam estratégia

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    28/11/2020 - 07h25 - Atualizada em: 28/11/2020 - 11h24
    Debate entre Adriano Silva e Darci de Matos tem a mediação do jornalista Rafael Custódio
    Debate entre Adriano Silva e Darci de Matos tem a mediação do jornalista Rafael Custódio (Foto: André Lux, NSC TV)

    O debate derradeiro da eleição municipal em Joinville traduziu o segundo turno da disputa em Joinville, com Adriano Silva (Novo) e Darci de Matos (PSD) mais focados em buscar se diferenciar do adversário por meio de suas trajetórias e visões administrativas do que propriamente pelas propostas, embora os planos para a prefeitura também fossem apresentados. Foi assim na segunda etapa da eleição, foi assim no debate da NSC TV na noite de sexta. A votação do segundo turno será neste domingo.

    > Em site especial, saiba tudo sobre as Eleições 2020 em SC

    > NSC TV promove último debate entre candidatos a prefeito de Joinville

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Em determinados temas, como ampliação modelo para ampliação de vagas na educação infantil ou futuro das PPPs, quase não há diferenças entre as pretensões dos candidatos. As obras viárias pretendidas e a crença de que a licitação do transporte coletivo é a panaceia para melhorar o serviço também são semelhantes. Mas como se tratou de debate de segundo turno, o confronto dominou boa parte dos três blocos.

    Sem vantagem nas pesquisas, Darci teve a iniciativa de partir para o confronto. Na sua primeira participação, o candidato do PSD perguntou a Adriano sobre incentivos fiscais. O candidato do Novo notou onde o adversário queria chegar e defendeu a criação de empregos, cobrando a reforma tributária dos “políticos”.

    Assim como ocorreu no segundo turno, Darci lembrou da condição de empresário de Adriano para fazer a conexão com Udo Döhler, além de insistir no que considera falta de experiência do oponente. O candidato do Novo qualificou a citação de sua atuação empresarial de tentativa de “dividir” Joinville e reforçou ter se preparado para administrar a prefeitura.

    Uma lamentação mútua no debate foram as “fake news”, com queixas em relação ao comportamento da campanha do adversário. A promessa de “mudança” deixou as despedidas mais semelhantes. Ou seja, não foi no debate que Adriano e Darci desviaram da estratégia apresentada durante o segundo turno.

    ÚLTIMA PESQUISA

    Adriano Silva (Novo) chega à reta final do segundo turno com vantagem sobre Darci de Matos (PSD), conforme o Paraná Pesquisas, ainda que a diferença tenha apresentado redução na comparação com o levantamento anterior. O candidato do Novo alcança 52,2% em votos totais contra 32,5% de Darci, com dados coletados entre quarta e sexta. A nova pesquisa de intenção de voto foi divulgada no início deste sábado.

    Na pesquisa anterior (entrevistas entre 20 e 22 de novembro), deu 54,8% a 29,7%, também com vantagem para o candidato do Novo. As oscilações de Adriano e Darci ficaram dentro da margem de erro, mas com a diferença entre eles caindo de 25,1 para 19,7 pontos percentuais entre os dois. A eleição será neste domingo.

    Em votos válidos, a pesquisa contratada pela NSC Comunicação mostra Adriano com 61,6%, contra 38,4% de Darci, uma vantagem de 23,2 pontos percentuais – na pesquisa anterior, a diferença foi de 29,8 pontos percentuais, também entre votos válidos. Assim, ainda que menor, a vantagem do candidato do Novo se manteve.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas