nsc
    nsc

    SERÁ NA QUARTA

    Impasse nas obras do Mathias vai motivar protesto no Centro de Joinville

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    30/06/2020 - 10h37
    Jerônimo Coelho é um dos trechos com mais atrasos e transtornos na obras do rio Mathias (foto: Arquivo pessoal)
    Jerônimo Coelho é um dos trechos com mais atrasos e transtornos na obras do rio Mathias (foto: Arquivo pessoal)

    Uma caminhada de protesto será realizada nesta quarta-feira na área central de Joinville para cobrar da prefeitura uma solução para o impasse nas obras do rio Mathias. A mobilização inicia às 12 horas na rua Visconde de Taunay, com percurso pelas ruas atingidas pela macrodrenagem, com chegada na rua Jerônimo Coelho. As obras enfrentam impasse.

    Leia mais: Na pandemia, cortes no emprego atingem 84% das cidades de SC; veja quem perdeu mais de mil vagas

    “O objetivo principal da manifestação é exigir do prefeito de Joinville um posicionamento mais efetivo sobre a solução do problema. Os empresários querem que Udo Döhler resolva o problema antes de deixar o governo da cidade”, alega o manifesto sobre o protesto. O material faz um histórico dos trabalhos e cita os impactos econômicos dos atrasos no comércio da região, com “centenas de desempregados”.

    As obras para amenizar os alagamentos na área central de Joinville iniciaram em 2014 e tinham previsão inicial de conclusão em 2016. No entanto, o contrato foi estendido várias vezes e a última prorrogação previa entrega em setembro de 2020. Neste momento, há um impasse sobre o projeto: as empresas querem a readequação no projeto, o que não é aceito pela prefeitura. Perto de 70% dos trabalhos previstos estão concluídos.

    OS PLANOS DA PREFEITURA

    A prefeitura de Joinville está encaminhando a rescisão do contrato com a alegação de descumprimento do contrato, mas não sabe precisar quando será possível assinar o rompimento. Enquanto isso não acontece, o município alega que não tem como intervir no canteiro de obras. Se houver a rescisão, os planos são realizar reparos emergenciais nas ruas para permitir o trânsito de veículos e depois encaminhar nova licitação.

    Leia mais: Volta dos ônibus em Joinville: horários de trabalho podem mudar para reduzir movimento em horário de pico

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas