nsc
    nsc

    CLASSIFICAÇÃO PARA PANDEMIA

    Joinville completa três meses em risco “gravíssimo” em matriz

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    20/02/2021 - 10h26
    Joinville aplicou 194 mil testes para coronavírus desde o início da pandemia, em março do ano passado
    Joinville aplicou 194 mil testes para coronavírus desde o início da pandemia, em março do ano passado (Foto: Divulgação)

    A atualização da matriz da pandemia manteve Joinville e região em situação “gravíssima”. Dessa forma, a regional de saúde Nordeste chega a três meses na escala de maior gravidade na classificação mantida pelo governo do Estado. Como não houve alteração na matriz, Joinville não deve alterar as medidas de restrição ao coronavírus – até porque há atividades com regras atreladas à classificação de risco. Das 16 regionais de saúde do Estado, apenas a Carbonífera está em risco “grave” (todas as demais estão no “gravíssimo”).

    > "Estou na enfermaria, estou bem", diz Udo Döhler, internado com Covid-19 em Joinville

    > Joinville registra mais um caso da nova variante do coronavírus

    > Entre no grupo do A Notícia e receba notícias pelo WhatsApp

    A pontuação da região Nordeste ficou em 3,36, ligeiramente inferior ao observado na matriz da semana passada. Para recuar para “grave”, não pode passar de 3. A escala vai até 4. Na atualização da última sexta-feira, Joinville tem 2,1 mil casos ativos de coronavírus, com 174 pessoas internadas. Desde o início da pandemia, 669 pessoas morreram por causa do coronavírus, com 59 vítimas em fevereiro. 

    Na sexta-feira, completou-se um mês do início da vacinação em Joinville, com imunização de 13,3 mil pessoas, incluindo quem está agendado e recebe a aplicação nos próximos dias. Os estoques estão no fim e nova remessa deve chegar na quinta, ainda sem informação de quantas doses serão enviadas à cidade.

    > Idosos de Joinville com mais de 90 anos poderão se vacinar contra a Covid-19 no Centreventos

    > Quais são os próximos grupos a serem vacinados em Joinville

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas