nsc
nsc

Mobilidade

Joinville lança edital para projeto de mais uma duplicação, com elevado

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
17/08/2021 - 06h33
Edital para contratar projeto de duplicação da Dona Francisca prevê elevado em rótula
Edital para contratar projeto de duplicação da Dona Francisca prevê elevado em rótula (Foto: Google Maps)

Mais uma licitação para projeto de duplicação foi lançada em Joinville. Agora, a prefeitura quer a contratação para ampliar a rua Dona Francisca no segmento entre as rótulas do Tecelão e da Schulz com a Whirlpool, no Distrito Industrial. O projeto a ser elaborado também prevê um elevado na rótula do Tecelão, onde a Dona Francisca tem cruzamento com as ruas Arno Waldemar Döhler e Marquês de Olinda. A concorrência para as obras não tem data para lançamento, vai depender de garantia de recursos.

> Eixos viários em Joinville terão de contar com licenciamento

​​> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A Dona Francisca tem outra licitação de duplicação, em fase final, para a elaboração do projeto entre a rótula da Schulz e Whirlpool e a BR-101, ampliando também a rua Edmundo Doubrawa. Nesse caso, a contratação é com o governo do Estado. No ponto inicial desse trecho, na rótula, está em contratação a construção de elevado.

A outra concorrência contratada pela prefeitura em 2021, também para projeto de duplicação, incluindo abertura, é para a Almirante Jaceguay. A ligação será entre a rua Blumenau e a BR-101. Essa obra está estimada em R$ 41 milhões. Outro projeto de duplicação em andamento, este em parceria com a Amunesc, é para a Ottokar Doerffel, no acesso à BR-101. A previsão é de que a obra tenha custo de R$ 71 milhões. Tanto para Almirante quanto para a Ottokar não há recursos assegurados, a prefeitura busca fontes.

O edital lançado nesta semana prevê elaboração do projeto em até três meses, a partir da autorização. O estudo será para a duplicação de 855 metros na Dona Francisca e para a construção de um elevado de 155 metros. Somente o elevado tem avaliação de custar R$ 35 milhões. A prefeitura pretende utilizar o projeto para reforçar a busca já iniciada de recursos – não há nenhuma fonte neste momento.

> Ainda sem gastos neste ano, Joinville prevê R$ 16 milhões para desapropriações em 2022

> Novo modelo de pedágio do PR será diretriz para futuras concessões, inclusive em Joinville

> Joinville busca R$ 715 milhões para mobilidade e infraestrutura; confira lista de projetos

> Mapa da pavimentação em Joinville: zona Sul tem maior demanda, com 320 kms sem asfalto

> Já na terceira fonte de recursos, nova ponte em Joinville continua sem data para obras

> Assine a newsletter do A Notícia e receba os destaques da região no seu e-mail

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas