nsc
    nsc

    ATENDIMENTO HOSPITALAR

    Joinville tem ocupação imediata dos novos leitos de UTI abertos para coronavírus

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    26/07/2020 - 09h38
    Leitos de UTI para Covid-19 no Hospital Bethesda começam a receber pacientes a partir desta segunda-feira
    Leitos de UTI para Covid-19 no Hospital Bethesda começam a receber pacientes a partir desta segunda-feira (Foto: Divulgação)

    A ocupação dos novos leitos de UTI para pacientes com coronavírus foi imediata em Joinville. As seis novas vagas no Hospital São José começaram a ser ativadas no início da noite de sábado e já estão todas ocupadas. O atendimento ao Covid-19 também ganhou mais dez leitos de enfermaria no hospital municipal. Nesta segunda-feira, os dez leitos de UTI credenciados pela Secretaria de Saúde de Joinville junto ao Hospital Bethesda começam a receber pacientes. As vagas também são para atendimento de coronavírus.

    > Teste em todos os idosos é o plano de Joinville para expansão da testagem para coronavírus

    > Joinville registra 106 mortes de moradores que contraíram o novo coronavírus

    Com a ampliação no final de semana, o São José passa a contar com 46 leitos de UTI para Covid-19. Todos estão ocupados. As transferências de pacientes vindos da unidade de pronto-atendimento (UPAs e PA) de Joinville colaboraram na ocupação imediata dos novos leitos. Na semana passada, o Ministério Público solicitou informações à Secretaria de Saúde de Joinville sobre o atendimento de pacientes com coronavírus nos pronto-atendimentos.

    As demais vagas ativas de UTI para coronavírus na rede pública estão no Hospital Regional, com ocupação de 19 dos 20 leitos na sexta-feira. O Regional também pretende abrir mais 20 vagas – as obras da nova ala de UTI estão na fase final. Além dos 66 leitos na rede pública, com elevação para 86 a partir de segunda-feira (com Bethesda), a rede privada de hospitais em Joinville oferece outras 58 vagas de UTI.

    > Secretário de Saúde de Joinville faz apelo: sem respeito às medidas, “não há sistema de saúde que aguente”

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas