nsc
    nsc

    Mercado de trabalho

    Joinville teve mais demissões em maio, mas cortes foram menores

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    29/06/2020 - 14h12 - Atualizada em: 29/06/2020 - 14h14
    Joinville fechou 1,7 mil vagas no mercado formal no mês passado (Foto: Tiago Ghizoni, arquivo NSC)
    Joinville fechou 1,7 mil vagas no mercado formal no mês passado (Foto: Tiago Ghizoni, arquivo NSC)

    O mercado de trabalho voltou a ter desempenho negativo no mês passado em Joinville, com mais demissões do que contratações, mas o patamar de cortes de vagas caiu. Em maio, Joinville teve a redução de 1.749 postos de trabalho, conforme divulgado pelo Caged na tarde desta segunda-feira. Em abril, a cidade perdeu 9,3 mil empregos, em impacto econômico direto da pandemia de coronavírus.

    Leia mais: Volta dos ônibus em Joinville: horários de trabalho podem mudar para reduzir movimento em horário de pico

    No acumulado do ano, a cidade do Norte de Santa Catarina teve a redução de 9.785 vagas, em saldo já ajustado. As perdas só não são maiores porque houve avanço do emprego em janeiro e fevereiro. Joinville tem hoje 194 mil trabalhadores com carteira assinada.

    NO ESTADO

    Em Santa Catarina, após o corte de 75,4 mil vagas em abril, maio encerrou com 22,7 mil demissões a mais do que contratações. Os dados do Ministério da Economia sobre o comportamento do mercado de trabalho mostraram também o corte de 332 mil vagas em maio – haviam sido 903 mil no mês anterior.

    Leia mais: Joinville estuda subsídio ao transporte coletivo: "Não podemos perder as empresas", diz Udo

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas