nsc
nsc

MATRIZ DO CORONAVÍRUS

O que pesou mais para Joinville e região voltarem para o risco “grave”

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
05/11/2020 - 10h20 - Atualizada em: 05/11/2020 - 10h24
Não houve elevação acentuada nas internações em UTI na região de Joinville
Não houve elevação acentuada nas internações em UTI na região de Joinville (Foto: Divulgação)

O avanço dos casos ativos de coronavírus teve peso decisivo no agravamento de Joinville e região na matriz do governo do Estado. Na atualização desta semana, a regional Nordeste passou da situação de risco “alto” para “grave”. A pontuação ficou em 2,4, uma média entre diferentes indicadores. No critério da transmissibilidade, no qual são incluídos os novos casos e os casos ativos, a nota sobe para 4 – ou seja, se fosse só essa a diretriz da matriz mantida pelo governo do Estado, a classificação da região seria de risco “gravíssimo”.

> SC tem mais de 13,1 mil pacientes ativos para coronavírus, o pior número dos últimos três meses

> Volta para o “grave” na matriz: Joinville "não muda nada" até terça; aulas estão mantidas

Os casos ativos são aqueles em que há confirmação da doença e ainda não houve a recuperação do paciente. Houve piora em outros indicadores, como no número de mortes nos últimos sete dias, por exemplo, mas a variação na pontuação foi sensível. Também houve aumento na ocupação de leitos de UTI – mas, ainda assim, o risco nesse indicador é “moderado”, o mais baixo na escala da matriz.

O aumento dos casos ativos houve em diferentes municípios da região, como alertado pela comissão regional formada para o enfrentamento da pandemia. O indicador leva em conta o número absoluto e também a variação semanal de casos – 15% a mais, por exemplo, já configura o cenário de maior agravamento. Pela plataforma de dados do coronavírus mantida pela Secretaria de Saúde de Joinville, a cidade tinha 671 casos ativos. Na atualização de quarta-feira, o número passou para 746.

A Secretaria de Saúde de Joinville trabalha com expectativa de estabilização, sem novas elevações. Nesta segunda-feira, reunião dos secretários de saúde dos 13 municípios da região Nordeste vai analisar os dados da matriz. A meta é reforçar o foco nos indicadores que podem trazer uma melhor situação na matriz de forma mais acentuada. Mas é improvável que a atualização da matriz na próxima semana já aponte recuo na classificação.

 > > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas