Últimos adversários da eleição de 2020 de Joinville, quando se enfrentaram no segundo turno, Novo e PSD se encaminham para ser os primeiros aliados em 2024. Depois de meses de conversas, com visitas de lideranças do PSD a Joinville, os dois partidos assinaram um acordo nesta quarta-feira, com encaminhamento de apoio à busca pela reeleição de Adriano Silva e Rejane Gambin no ano que vem. O acordo sela de vez o apoio do PSD ao prefeito na Câmara, onde o partido tem dois vereadores e mantém conversas para filiação de mais dois nomes, além da abrir possibilidades de acordos para a eleição estadual de 2026.

Continua depois da publicidade

Clique para receber notícias de Joinville e região no WhatsApp

A aliança para 2024 entre os dois partidos estava encaminhada há mais tempo: a decisão de antecipar o anúncio foi para o Novo deixar claro, inclusivamente internamente, que vai, sim, buscar alianças na disputa pela reeleição em Joinville. O PSD já vinha garantindo desde o ano passado que não teria candidatura própria: a aliança com o Novo ajuda o partido a conquistar mais relevância na eleição municipal. Também foi uma forma de demonstração de força ao PL e MDB.

O acordo assinado não é garantia de aliança – isso só ocorre no momento das convenções -, mas tem peso político. Além de deixar claro que Adriano e Rejane serão os candidatos na majoritária, o memorando incluiu diretrizes para apoio dos partidos ao Executivo em temas como adoção de organização sociais na saúde, redução de gastos da prefeitura com concessões e privatizações, aprovação de financiamentos, manutenção do número de vereadores, entre outros.

Os presidentes estaduais do Novo, Kahlil Zattar, e do PSD, Eron Giordani, assinaram o documento. O memorando teve a assinatura ainda do prefeito Adriano e da vice Rejane, além do presidente municipal do Novo, Daniel Cardozo Junior. O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, e os deputados estaduais Julio Garcia e Napoleão Bernardes, estiveram presentes, além do presidente nacional do Novo, Eduardo Ribeiro, entre outras lideranças das duas legendas.

Continua depois da publicidade

O deputado federal Darci de Matos, derrotado por Adriano no segundo turno de 2020, participou das tratativas com o Novo, mas não compareceu no encontro por causa de agendas em Brasília – Darci foi citado no almoço. O presidente estadual do PSD apontou possibilidade de reflexos em outras cidades. “Não se trata de um alinhamento de pessoas, mas sim de ideias. A partir de agora, fica aberto o caminho para parcerias longas e duradouras em importantes cidades”, alegou Eron.

Instalação de curso de medicina em Joinville está nos planos da UFSC

Qual será a escola de novo bairro planejado de Joinville

Prefeitura de Joinville envia resposta ao MP sobre postagem de Adriano Silva

Pré-candidatos a prefeito do Novo terão encontro com Adriano em Joinville

FOTOS: Quando vai ficar pronto novo elevado de Joinville

Joinville tenta, de novo, aval para empréstimo de R$ 250 milhões

Concessão do Centreventos em Joinville tem proposta classificada

Destaques do NSC Total